Advogado que se diz integrante do CV é ouvido na sede da Polícia Civil. Delegado avalia necessidade de prisão preventiva

O advogado Manoel Elivaldo Batista de Oliveira Júnior começou a ser ouvido por volta de 10 horas da manhã desta sexta-feira (24). Ele presta depoimento na Sede da Polícia Civil sobre vídeos em que assume ser membro da facção Comando Vermelho ( veja AQUI a repercussão). O secretário adjunto de polícia civil, Josemar Portes, afirmou que o delegado do caso poderá pedir prisão preventiva do advogado. “Tudo vai depender do que está sendo dito e confrontado. O delegado tem autonomia para decidir sobre isso. É cedo para falar em prisão, mas é bom deixar claro que estamos apurando com responsabilidade. Isso não quer dizer que seremos tardios”, disse Josemar. A autoridade policial considera grave o que chamou de indícios de incitação ao c rime, participação e apologia. Elivaldo se apresentou na companhia de um advogado.

Elivaldo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *