Executada em triplo homicídio no Morro do Marrosa, em Rio Branco, era mulher de líder do PCC no Acre

Noêmia Teixeira, executada num triplo homicídio na tarde desta quarta-feira, em Rio Branco, era esposa do presidiário Gilmar Teixeira. Ele chegou a ser transferido para presídio de segurança máxima no Rio Grande do Norte, e retornou ao Francisco D ´Oliveira Conde, na capital do Acre, recentemente. A mulher estava numa residência que foi invadida pelos criminosos, no Bairro Volta Seca, Morro do Marrosa. A polícia informou que Gilmar é um dos líderes do PCC no Acre. Noêmia nasceu em Sena Madureira, onde o corpo será velado. A polícia ainda não identificou os corpos dos dois homens executados na mesma ação criminosa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *