“Saúde de 1º mundo” ainda tem pacientes no corredor e acompanhante no chão

0
3

A reportagem de acjornal.com entrou mais uma vez no Hospital de Urgência e Emergência (Huerb), na madrugada deste sábado. Cerca de 20 pacientes eram mantidos nos corredores da Enfermaria Cirúgica, aguardando parecer do médico para intervenções na área de ortopedia. Todos os enfermos têm problemas de saúde que só poderiam ser remediados por meio de cirurgia. Uma mulher de paciente dormiu no chão, por falta de cadeira. A ela, sequer foi oferecido um travesseiro. Em média, os pacientes devem aguardar de 20 a 30 dias até a marcação da cirurgia. Eles foram “acomodados” nos corredores por falta de leito.

Os acompanhantes precisam estar sempre por perto, para, dentre outras necessidades, ajudar os pacientes a ir ao banheiro. Um homem que pediu anonimato sentiu dores muito forte na rótula do joelho, mas como não era caso de emergência, teve que acreditar numa massagem superficial feita pela irmã. Outros acompanhantes preferem dormir nas cadeiras que ficam na sala de atendimento ao público, na entrada do hospital. Havia, ainda, quem optasse pelos bancos de concreto, nos jordins do Huerb, para “cochilar e esperar a hora passar”.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here