Servidores da saúde prestam solidariedade a enfermeiros do Huerb vítimas de retaliação

1
20

Por Dora Monteiro

Foi muito longe de ser uma despedida melancólica. Possivelmente, nem de despedida se tratou o festivo reencontro de funcionários da Saúde, sindicalistas e amigos dos enfermeiros João Batista e Maria de Jesus, que foram transferidos do Huerb num ato administrativo eivado de questionamentos. Batista trabalha há 25 anos naquela unidade. Exerceu as funções de maqueiro, porteiro, auxiliar, técnico. vice-presidente do Sintesac  e , agora, enfermeiro concursado. Foi transferido por telefone para trabalhar no Hospital de Saúde Mental. Maria de Jesus acabou destacada para a unidade da Cidade do Povo.

“Isso é retaliação ao trabalho desses profissionais que são, também, colaboradores do nosso sindicato”, declarou Adailton Cruz, presidente do Sintesac. Os sindicalistas solidários a João Batista e Maria de Jesus apresentaram denúncia ao Ministério Público e ao conselho de classe que faz a defesa da enfermagem. Também moveram ação pedindo, em liminar, que o Tribunal de Justiça mantenha-os no cargo, em sua unidade de orígem, e pedem abertura de processo disciplinar contra o diretor do Huerb, Fabrício Lemos.

O deputado federal Major Rocha compareceu. Ele havia gravado um vídeo numa das enfermarias do segundo andar do Huerb, mostrando pacientes em macas por falta de leitos e acompanhantes mal acomodados. “Vi pessoalmente que as reclamações procedem e os problemas são muito graves. Acho que a categoria está de parabéns pela união”, declarou.

O sindicato tenta barrar a demissão dos funcionários do Pró Saúde e reintegrar os outros quase 400 trabalhadores cujos contratos também foram cancelados.

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here