Sobrinho da presidente é campeão de diárias no Tribunal de Justiça do Acre: Veja documentos

2
9
Leopoldo em solenidade ao lado de servidoras do TJ

O gerente de Acervos do Tribunal de Justiça do Acre, Leopoldo Pina Neto, é apontado como campeão em diárias pagas. Nenhum outro serventuário – nem mesmo magistrados – teve deslocamento remunerado em quantidade comparável ao rapaz, que, curiosamente, é sobrinho da presidente da Corte, a desembargadora Denise Bonfim. Leopoldo, natural de Vitória, capital do Estado do Espírito Santo, veio para morar em Rio Branco, e tomou posse em 8 de fevereiro deste ano. Desde então,  recebeu um total de R$ 26, 632,39 correspondentes a 46 diárias – quase três vezes e meia o salário mensal (R$ 8 mil) do servidor (Veja documentos abaixo).

O cargo de gerente de Acervo não condiz com as algumas das diárias que ele recebeu – a participação no Projeto Cidadão, por exemplo, uma vez que o tribunal dispõe de servidores em todos os municípios do Acre. A reportagem apurou que o TJ poderia ter economizado valores consideráveis nos meses de agosto, setembro e outubro, épocas em que Leopoldo foi destacado para passar 22 dias em cidades como Cruzeiro do Sul, Sena Madureira, Brasiléia e Xapuri  a serviço do Projeto Cidadão. “Não justifica a ida dele nos municípios, a não ser para ganhar diárias”, disse uma fonte que pediu anonimato. Em setembro, Leopoldo passou 12 dias fora de Rio Branco, pelos mesmos motivos mencionados acima. Já em outubro, foram 10 dias.  As informações são oficiais e constam no Portal Transparência do Judiciário Acreano.

O total de diárias pagas a Leopoldo equivale a 50% dos gastos do Tribunal com diárias de três desembargadores, três militares, assessores e motorista, em recente Congresso Internacional de Justiça Ambiental, realizado em Puerto Maldonado (Peru). Detalhe: o sobrinho da presidente, que cuida da biblioteca do tribunal, também estava na comitiva que seguiu ao país vizinho, de carro, para “fortalecer a capacitação de magistrados sobre a temática ambiental.

Esta reportagem foi postada às 21:10h de quarta-feira (3), fora do expediente do TJ, não tendo sido possível ouvir a versão oficial do tribunal sobre o assunto.

2 COMENTÁRIOS

  1. Desembargadora Eliana Calmon quando Presidiu o CNJ e STF sempre fez referências de que o Judiciário precisa ser investigado!
    Cabe à opinião pública exigir…

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here