No menu items!
31 C
Rio Branco
quarta-feira, setembro 30, 2020

Deputados, vereadores, promotores, gestores públicos e conselheiros torraram R$ 14 milhões em diárias. Veja detalhes

Últimas

Menor contratado por empresa de Internet morre eletrocutado na BR 317

Vanderson de Assis, um jovem de 16 anos, morreu eletrocutado no início da tarde desta quarta feira na Comunidade Campi Novo, km 105 da BR...

Presidente Nicolau Júnior anuncia que emendas parlamentares serão liberadas a partir dessa semana

O presidente da Assembleia Legislativa do Acre (Aleac), deputado Nicolau Júnior (PP), informou durante sessão desta quarta-feira (30) que a partir dessa semana já...

Presidente do Sindicato das Olarias, ligado à Fieac, é denunciado por esmurrar a sogra

O empresário Márcio Valter Agiolfi, presidente do Sindicato de Olarias do Acre, foi denunciado pela promotora Joana D´Arc Dias Martins, por lesão corporal. A...

Porto Acre: com início das chuva, produtor rural faz apelo ao governo do estado

O produtor rural e atualmente candidato a vereador pelo município de Porto Acre, Jornalista Salomão Matos (MDB), fez um apelo na tarde desta segunda...

Professor Coelho, coordenador da campanha de Bocalom, nega que Bestene tenha atacado Gladson: “não vi isso”

O professor Coelho, coordenador da campanha de Tião Bocalom, candidato à Prefeitura de Rio Branco, deu um testemunho ao acjornal desmentindo que o deputado...

O gasto de diárias dos órgãos públicos no Acre em 2016 foi superior a 14 milhões. Deputados, vereadores, conselheiros do TCE, promotores, procuradores de justiça, assessores do governador Tião Viana e demais gestores torraram esse absurdo para participar de encontros geralmente improdutivos ou pouco importantes para a economia local, para o bem-estar da população, para minimizar a miséria e diminuir o desemprego. Os simpósios, palestras e cursos aconteceram em regiões turísticas do país ou mesmo no exterior. As informações foram tabuladas pela Controladoria Geral da União.

Tribunal de Contas

O Tribunal de Contas do Estado (TCE), ao qual cabe fiscalizar gastos públicos, dá péssimo exemplo. Os conselheiros torraram R$ 843.752,00 em diárias somente no ano de 2016. Esse valor é três vezes maior que os repasses do governo federal para a merenda escolar em municípios como Acrelândia.

Ministério Público

O Ministério Público estadual gastou 698.648,00. Apenas uma viagem para a Itália custou aos cofres públicos mais de 19 mil reais. O promotor viajante recebeu 13 mil em diárias.

Tribunal de Justiça

O Tribunal de Justiça pagou R$ 44.128,00 em diárias no ano passado. Com esses valores, seria possível manter a merenda escolar de escolas do interior por 3 anos.

Governo do Acre

O governo do estado gastou R$ 10.8 milhões em diárias no mesmo período. De acordo com a Controladoria Geral do Estado (CGE), cerca de 8 milhões faziam parte de convênios, ou seja, esse dinheiro já estava inserido na planilha de gastos de projetos ou programas. O restante foi verba própria.

Câmara de Vereadores

A câmara de Rio Branco gastou 481.206,00. O vereador Eduardo Farias chegou a viajar esse ano para São Paulo para participar de um seminário de 100 anos da revolução Russa. O parlamento não poderia ter custeado despesas do parlamentar comunista, uma vez que a viagem teve caráter particular. Farias recebeu quase 6 mil em diárias. A Câmara de Vereadores, que possui um número bem menor de funcionários que a prefeitura, gastou 83% a mais em diárias.

Aleac

O portal de transparência da Aleac passa por ajustes. Isso gerou uma ação civil pública, Há disponíveis apenas valores referentes a 2015, que chegaram a 742 mil reais em diárias. Na página do governo, no entanto, a assembléia tem para pagamentos de diárias em 2016 mais de R$ 2 milhões.

Prefeitura de Rio Branco

A Prefeitura de Rio Branco gastou menos do previsto em 2016. Foram R$ 82.655,00.

 




- Advertisement -

Mais notícias

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui