Deputados, vereadores, promotores, gestores públicos e conselheiros torraram R$ 14 milhões em diárias. Veja detalhes

O gasto de diárias dos órgãos públicos no Acre em 2016 foi superior a 14 milhões. Deputados, vereadores, conselheiros do TCE, promotores, procuradores de justiça, assessores do governador Tião Viana e demais gestores torraram esse absurdo para participar de encontros geralmente improdutivos ou pouco importantes para a economia local, para o bem-estar da população, para minimizar a miséria e diminuir o desemprego. Os simpósios, palestras e cursos aconteceram em regiões turísticas do país ou mesmo no exterior. As informações foram tabuladas pela Controladoria Geral da União.

Tribunal de Contas

O Tribunal de Contas do Estado (TCE), ao qual cabe fiscalizar gastos públicos, dá péssimo exemplo. Os conselheiros torraram R$ 843.752,00 em diárias somente no ano de 2016. Esse valor é três vezes maior que os repasses do governo federal para a merenda escolar em municípios como Acrelândia.

Ministério Público

O Ministério Público estadual gastou 698.648,00. Apenas uma viagem para a Itália custou aos cofres públicos mais de 19 mil reais. O promotor viajante recebeu 13 mil em diárias.

Tribunal de Justiça

O Tribunal de Justiça pagou R$ 44.128,00 em diárias no ano passado. Com esses valores, seria possível manter a merenda escolar de escolas do interior por 3 anos.

Governo do Acre

O governo do estado gastou R$ 10.8 milhões em diárias no mesmo período. De acordo com a Controladoria Geral do Estado (CGE), cerca de 8 milhões faziam parte de convênios, ou seja, esse dinheiro já estava inserido na planilha de gastos de projetos ou programas. O restante foi verba própria.

Câmara de Vereadores

A câmara de Rio Branco gastou 481.206,00. O vereador Eduardo Farias chegou a viajar esse ano para São Paulo para participar de um seminário de 100 anos da revolução Russa. O parlamento não poderia ter custeado despesas do parlamentar comunista, uma vez que a viagem teve caráter particular. Farias recebeu quase 6 mil em diárias. A Câmara de Vereadores, que possui um número bem menor de funcionários que a prefeitura, gastou 83% a mais em diárias.

Aleac

O portal de transparência da Aleac passa por ajustes. Isso gerou uma ação civil pública, Há disponíveis apenas valores referentes a 2015, que chegaram a 742 mil reais em diárias. Na página do governo, no entanto, a assembléia tem para pagamentos de diárias em 2016 mais de R$ 2 milhões.

Prefeitura de Rio Branco

A Prefeitura de Rio Branco gastou menos do previsto em 2016. Foram R$ 82.655,00.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui