Abandonado, estádio de Tarauacá vira motel e boca de fumo. Prefeita deve explicações

“Fui lá hoje lá e deu vontade de chorar”. O desabafo é do jornalista Raimundo Accioly, que mantém atualizado um dos blog´s mais acessados do Alto Acre. O repórter se referiu ao Estádio Naborzão, de Tarauacá. A postagem na página pessoal do jornalista trás imagens atuais, acompanhadas de revelações lamentáveis. O estádio serve de motel e boca de fumo, diz o post. Sem vigilância, as dependências do patrimônio público servem de banheiro para viciados e qualquer cidadão que passe pela rua. O fornecimento de energia está cortado, provavelmente por falta de pagamento. Os refletores permanecem quebrados, diz o jornalista. Segundo ele, o acesso ao gramado é livre, e o que seria a principal praça de esportes da cidade virou ponto de encontro para peladeiros. “A culpa dessa situação de calamidade por que passa o nosso estádio Naborzão é do Governo do Estado e da prefeitura de Tarauacá (gestão passada e atual). A responsabilidade atual é do município”, lembrou o blogueiro.

As imagens mostram preservativos usados e papelotes de cocaína. Há dejetos humanos nos ambientes que deveriam servir de vestiário. As instalações elétrica e hidráulica aparecem deterioradas, com fiação exposta.  O estádio foi construído com material razoavelmente caro.

A prefeita Marilete Vitorino visitou o estádio no dia 7 de março, quando prometeu se empenhar para reformá-lo. A promessa não foi cumprida.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui