A indireta do DEM para o PP: “O Juruá tem menos voto que a Baixada da Sobral”

O Democratas insiste em emplacar uma segunda candidatura ao Governo do Acre em 2018. E, como diz a máxima popular, se colar, os três líderes da composição DEM-PSDB formaria deveriam formar a chapa majoriária (um para o governo e outros dois para o Senado). É este o raciocínio do secretário-geral do Democrata Franck Lima ao promover sucessivas postas nas redes sociais, sobretudo na tentativa de desclassificar a proposta de unidade em torno do senador Gladson Cameli.

“Com todo respeito que tenho ao vale do Juruá, mas política é números, e números não mentem. O vale do Juruà é importante sim, mais não é mais importante do que o que é”, escreveu Lima num grupo de Whatsapp cujos membros têm orígem em vários partidos de oposição. “Cruzeiro do Sul, Porto Valter, Thaumaturgo, Rodrigues Alves, Márcio Lima, a soma dos votos desses cinco municípios é menor que a soma dos votos da Baixada da Sobral”, disse ele. “E tem nego que fala como se seu candidato fosse ter todos os votos da localidade”, ironizou. “Vamos acordar e fazer política com os pés no chão”, concluiu.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui