No menu items!
27 C
Rio Branco
segunda-feira, setembro 28, 2020

Batalha de rima e poesia no Acre é reprimida de forma violenta por forças de segurança do governo

Últimas

CPMF: o imposto defendido por FHC, Lula e Dilma, que pode ser ressuscitada por Bolsonaro

A Contribuição Provisória sobre Movimentação Financeira (CPMF) é um dos impostos mais polêmicos desde a redemocratização. Criada em 8 de julho de 1993, no...

C. do Sul 116 anos: Gladson entrega Avenida Cultural com novo Teatro dos Náuas, ginásios poliesportivos e 20 ônibus escolares

Stalin Melo Educação, cultura e esporte, tudo no mesmo lugar. Foi exatamente isso o que o governador Gladson Cameli entregou na manhã desta segunda-feira, 28,...

E agora, Bittar? Uso do Fundeb para Renda Cidadã é mascarar teto de gastos públicos, diz ministro do TCU

O ministro do TCU Bruno Dantas criticou nesta segunda-feira a proposta apresentada pelo governo para financiar o Renda Brasil. Para ele, usar recursos do...

Showmícios em tempos de Covid e o recado a quem propaga Fake News

A Justiça Eleitoral não pretende expedir regras para o protocolo sanitário de comícios, afirmou a assessora especial do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Roberta Gresta,...

OCA e mais saúde: no niver de Cruzeiro do Sul, Gladson Cameli anuncia mais investimentos

Por Samuel Brian Da Secom Famosa pela farinha de alta qualidade, pelos biscoitos de goma, pela catedral de arquitetura alemã, suas grandes ladeiras e águas escuras...

Um vídeo mostra jovens que se reuniam para realização de uma roda de rima e uma batalha de poesia, em Rio Branco, mas foram duramente reprimidos pela polícia militar local. Os jovens cobram a possibilidade de se expressarem livremente.

O perfil “Midia Independente Coletiva – MIC”, no Facebook, informou que os militares agiram “por meio de uma atitude midiativista de filmagem a viatura e os policiais”. E trata como “artistas” dois jovens que teriam sido “agredidos e presos”. A postagem foi feita por volta de 23 horas desta segunda-feira. Dez horas depois, já tinha 4.985 visualizações e dezenas de comentários e curtidas. Algumas opiniões não passaram pelo filtro. Os jovens tentam provar à PM que aquele espaço havia sido cedido pela prefeitura para “promoção da cultura”. O vídeo foi feito pelos próprios integrantes do movimento intitulado “pacífico e de inclusão social”. Nos instantes de maior tensão, os jovens desafiam os militares a prenderem bandidos “que estão promovendo violência pela cidade”. Os PM´s se mantêm indiferentes às críticas, mas cumprem a orientação de acabar a festa e levar os mais exaltados para a delegacia. As paredes da sala têm ilustrações que lembram plantação de maconha. Não foi encontrado nenhum tipo de entorpecente durante a ação policial.

Internautas atacam PM

A quase totalidade dos internautas que decidiram comentar a postagem reprovou a ação dos militares. Um deles pediu o fim “dessa polícia nojenta no Brasil”. Outro sugeriu que os militares procurem drogas nas festas de elite.

 




- Advertisement -

Mais notícias

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui