Mutreta no Governo Binho: ex-“dama de ferro” do Acre é multada e igrejas Pentecostal e Batista devem devolver R$ 45 mil

Para melhorar o sistema prisional do Acre, a Segurança Pública e a área social do estado, o ex-governador Binho Marques trouxe para a sua gestão Laura Keiko Sakai Okamura. Ela  tinha pleno poderes e por causa dela, Binho deixou de lado e até puniu velhos aliados. Passados alguns anos, emergem as irregularidades da que ficou conhecida à época como “dama de ferro”. O Tribunal de Contas do Estado descobriu que em 2010 faltaram as prestações de contas de entidades e organizações governamentais que receberam recursos de convênios assinados com a pasta de Laura Okamura.

Há uma divergência de R$ 60.000,00 no montante repassado. A primeira é com a igreja Batista de Cruzeiro do Sul, beneficiada com R$ 45.000,00. Os pastores não não disseram onde esse dinheiro foi aplicado. Em Rio Branco, a igreja Pentecostal recebeu R$ 5.000,00 e não prestou contas.

A associação do bairro Santa Inês recebeu R$ 15.000,00 para serviços de assistência às famílias carentes, no entanto, o dinheiro foi usado para comprar um carro. Na época a secretária Laura Okamura deveria ter impedido o gasto irregular e acompanhado a gestão do dinheiro, mas preferiu a omissão, e a comunidade ficou no prejuízo.

Os conselheiros decidiram multar a ex-secretária em R$ 11.600,00 e pediu a devolução de R$ 45.000,00, repassados às igrejas. No caso do carro do Santa Inês, ficou o prejuízo para o estado e alguém com um veículo comprado com dinheiro público.

Laura mora fora do Acre.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui