Gangue do Bonde dos 13 extorquia comerciantes de Sena. Cabeça do esquema dava ordens de dentro do presídio

José Ronaldo (à esquerda) ordenava o crime de dentro do presídio de Sena Madureira

José Ronaldo dos Reis Cardoso, conhecido pelo apelido de “Bola”, dava ordens, de dentro do presídio de Sena Madureira, para extorquir os empresários da cidade. Os comparsas cobravam R$ 50,00 de cada comerciante para, segundo eles, garantir a segurança das lojas. A extorsão era feita através de panfletos jogados no comércio do Bairro Cristo Libertador. José Ronaldo deve ser transferido ao Presídio Antônio Amaro. O delegado Marcos Franck solicitou sua inclusão ao RDD (Regime Disciplinar Diferenciado).

No interrogatório, o bandido permaneceu calado. Outros dois suspeitos foram presos nesta terça-feira (4). “Todos integram integram a facção criminosa Bonde dos 13”, disse o delegado. Uma mulher que cedia o seu computador pessoal aos bandidos também está presa.

Com informações Senaonline

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui