No menu items!
27 C
Rio Branco
segunda-feira, setembro 28, 2020

Grupo Recol pede na justiça que acjornal.com retire do ar reportagem sobre litígio entre herdeiros

Últimas

E agora, Bittar? Uso do Fundeb para Renda Cidadã é mascarar teto de gastos públicos, diz ministro do TCU

O ministro do TCU Bruno Dantas criticou nesta segunda-feira a proposta apresentada pelo governo para financiar o Renda Brasil. Para ele, usar recursos do...

Showmícios em tempos de Covid e o recado a quem propaga Fake News

A Justiça Eleitoral não pretende expedir regras para o protocolo sanitário de comícios, afirmou a assessora especial do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Roberta Gresta,...

OCA e mais saúde: no niver de Cruzeiro do Sul, Gladson Cameli anuncia mais investimentos

Por Samuel Brian Da Secom Famosa pela farinha de alta qualidade, pelos biscoitos de goma, pela catedral de arquitetura alemã, suas grandes ladeiras e águas escuras...

Utilidade pública: Guia Eleições 2020 orienta candidatos sobre transporte público

Esclarecer e orientar tecnicamente a formulação de soluções para os problemas do transporte público, tais como custo e tarifa, infraestrutura e modelo de contratação...

Bolsa cai e dólar aumenta após Bittar anunciar recursos do Fundeb para Renda Cidadã

O relator da PEC Emergencial, senador Márcio Bittar (MDB-AC), falou na tarde desta segunda-feira que o governo vai usar recursos do Fundeb para financiar...

Os advogados do empresário Marcelo Moura, controlador do Grupo Recol, pediram, no início da tarde desta quarta-feira, junto á Justiça, que seja determinada a retirada do ar da reportagem em que Marcelo Moura é acusado por suas irmãs de desviar patrimônio da família. Os herdeiros do grupo também aguardam liminar pela destituição do empresário do controle da Holding que administra 11 empresas. Os advogados  sustentam que o processo corre em segredo de justiça e, portanto, a divulgação dos fatos expõe as empresas e as partes, sobretudo por terem sido publicados dados financeiros sigilosos. havendo decisão favorável ao réu, este site ficaria, também, proibido de divulgar qualquer informação sobre o assunto, além de excluir a matéria do Facebook. O pedido foi feito à juíza da 5ª Vara Cível, Olívia Maria.

Nota da redação

A Editoria Política do site acjornal.com comunica que se valeu de documentos públicos, contidos sob o processo 0703708-20.2017.8.01.0001, em que qualquer cidadão comum pode ter acesso. Esclarece, ainda, que provas contidas sob o expediente do segredo de justiça não foram usada, em respeito a este princípio legal, muito embora a Lei de Imprensa resguarde, como sabido, o direito á preservação de fontes. Aguardamos a decisão judicial, que, se for pela exclusão da reportagem, será integralmente acatada.

 




- Advertisement -

Mais notícias

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui