No menu items!
25 C
Rio Branco
terça-feira, setembro 29, 2020

Famoso escritor de novelas vê em Bruno Borges uma história esquisita: “eu apareço a cada 4 dias”

Últimas

Sena Madureira já registrou 34 casos de abuso sexual contra crianças em 2020. Agressores são pais, avôs, tios e outros parentes

O número de ocorrências de abuso sexual contra crianças no terceiro maior município acreano aumentou cerca de 26% nos últimos nove meses em relação...

Coligação Produzir Para Empregar lança logo mais campanha oficial de Bocalom e Marfisa

A Coligação Produzir Para Empregar lançará logo mais, às 18:30h, a campanha do professor Tião Bocalom e da sua vice, Marfisa Galvão, à Prefeitura...

Acre: BB limita cinco atendimento ao dia e candidatos são impedidos de tocar campanha; jornalista reage

Candidatos a prefeito e vereador que estão tentando abrir contas bancárias nas agências da capital denunciam que as instituições privadas estão se recusando a...

Nicolau Júnior prestigia comemorações dos 116 anos de Cruzeiro do Sul

O presidente da Assembleia Legislativa do Acre (Aleac), deputado Nicolau Júnior (Progressistas), participou na manhã de ontem (28), ao lado do governador Gladson Cameli,...

Fake News: milicianos de Kinpara e Bocalom mentem sobre Socorro Neri ter rejeitado Ney Amorim. Ex-deputado coordena campanha da prefeita

Socorro Neri nem pisou na rua para a campanha propriamente dita. Despacha como prefeita e não está preocupada com o que acontece lá fora. Mas tudo...

Bastante antenado, Aguinaldo Silva não usa seu Twitter para opinar, exclusivamente, sobre novelas ou televisão. Política e assuntos da atualidade que foram notícia são temas recorrentes na timeline do autor, que comenta tudo com seu velho e afinado bom humor. O último alvo do autor foi o jovem Bruno Borges, que ficou conhecido nacionalmente como o “menino do Acre”. Para quem não lembra, ele sumiu após deixar em seu quarto uma série de mensagens cifradas, que depois viraram um livro, que entrou no ranking dos mais vendidos recentemente.

Aguinaldo estranhou o retorno suspeito de Bruno após a divulgação de sua obra. “O Menino do Acre pediu uma semana aos pais para contar onde estava e dizer o que aconteceu. O prazo também vale para o inquérito policial?”, publicou ele no Twitter.

 O autor também cobrou uma explicação de Bruno sobre o sumiço: “Onde estava o tal Menino do Acre, afinal de contas? Depois de ocupar tantos corações e mentes ele deve a todos uma explicação. Terá alguma?”.

Fazendo uso de seu lado “comentarista político”, Aguinaldo ainda compartilhou um tweet em que Bruno é comparado à ex-presidenciável Marina Silva (Rede-AC). “Reaparece após quatro meses? Eu apareço a cada 4 anos”.




- Advertisement -

Mais notícias

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui