A intransigência do governador está nos autorizando a fechar pontes, estradas e o terminal urbano, diz sindicalista

Meio dia desta sexta-feira chegando. Não havia até então nenhum consenso entre governo e caçambeiros. Nem previsão de acordo até o fim do dia. O protesto em frente ao Deracre continua. A usina de asfalto do Distrito Industrial também encerrou as atividades. Máquinas deslocadas para trabalhar em ramais também foram desligadas e estacionadas. O presidente do Sintraba, Júlio Farias, confirma as ameaças do governador Tião Viana, e atribui a ele o possível fechamento da BR 364, do Terminal Urbano e das pontes centrais de Rio Branco sobre o Rio Acre caso o pagamento da dívida com os trabalhadores não seja negociada. Ouça o áudio

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui