No menu items!
31 C
Rio Branco
sexta-feira, setembro 25, 2020

Suposto golpe de prefeito e secretário de Sena em tapeceiro foi denunciado em post removido do Facebook: “devem ir pra cadeia”

Últimas

Prepare-se: preço do arroz vai continuar subindo até março de 2021, diz presidente da Associação dos Supermercados do Acre

O empresário Aden Araújo fez uma previsão sobre os sucessivos reajuste no preço do arroz no Acre, na tarde desta sexta-feira. São projeções nada...

“Vi muitos abusos sexuais em grupos da Ayahuasca”, diz antropóloga

Carlos Minuano Colaboração para o TAB A cientista Bia Labate se diz uma vítima de condições desafiantes no Brasil. A antropóloga brasileira foi morar na Califórnia...

Quem atenta contra as normas de segurança alia-se à Covid no “ataque” à saúde pública e à Nação

Com mais de 105 mil mortes no total, cerca de mil óbitos e 45 mil novos casos por dia, a Covid-19 segue ameaçando de...

Decano do STF, Celso de Mello antecipa aposentadoria para outubro

O ministro Celso de Mello, que tinha aposentadoria agendada para novembro, comunicou à presidência do Supremo Tribunal Federal (STF) que antecipará a data para...

PF incinera quase meia tonelada de drogas em Cruzeiro do Sul

A Polícia Federal em Cruzeiro do Sul/AC incinerou, ao final da tarde de quinta-feira (23/09/20), quase meia tonelada de drogas. O montante destruído é...

Post datado de 15 de agosto, em que internauta pede a prisão do secretário

O escândalo envolvendo o prefeito de Sena Madureira, Mazinho Serafim, e seu secretário, Cirleudo Alencar, denunciado com exclusividade por acjornal na noite deste domingo (20), foi antecipado nas redes sociais – mais precisamente no perfil pessoal do agente penitenciário Valdimar Vieira Jardim, dias atrás. Um post sob o título “bomba”, escrito pela internauta Lídia Teixeira, diz que “um empresário de Sena Madureira, atualmente funcionário da Prefeitura Municipal, comprou a firma de um senhor humilde pai de família, transferiu para o nome dele… Legalmente falando, esse senhor não tinha mais vínculo algum com essa empresa… Mas esse empresário agiu de má fé… “.  O empresário em questão é o secretário Cirleudo, a quem o post se refere como “servidor da prefeitura”. “Ele fez um empréstimo na CAIXA ECONÔMICA FEDERAL, e jogou a dívida para o CPF desse senhor”, completa. A vítima, no caso, é o tapeceiro Edileudo Assunção, o primeiro dono da firma, que concedeu entrevista gravada ao jornalista Assem Neto contando detalhes da história (veja a reportagem AQUI).

“Fez ( o secretário) outro empréstimo no Banco da AMAZÔNIA e jogou a dívida pro CPF desse senhor ( tapeceiro). Deixou uma dívida de energia num prédio, no nome desse senhor de 11 mil reais. Obs! Engraçado que a gente atrasa 02 talão de luz, a energia da nossa casa já é cortada. Fez compras no Caldeirão das Tintas nos valores de 11 mil reais, e outra compra de 14 mil reais…Resumindo, com os empréstimos nos Bancos, e as outras dívidas, esse cidadão deixou um rombo de aproximadamente 150 mil reais nas costas desse senhor, pai de família humilde e trabalhador….”, escreveu a internauta Lídia Teixeira, que, nesta segunda-feira, após a enorme repercussão da denúncia, excluiu a postagem.  Na entrevista, o tapeceiro afirma que, após verificar o histórico de negativação de seu nome nos órgãos de proteção ao crédito, essa dívida está superior a R$ 1 milhão. O tapeceiro declarou que o prefeito foi ao Basa, juntamente com o seu secretário, para tentar abafar o escândalo. “Ele me disse que eu procurei a pessoa errada. Não entendi por que o prefeito se meteu nessa história”, disse Edileudo Assunção.

“É desesperador, literalmente acabou com a vida desse senhor… Esse senhor ( tapeceiro) é muito calmo, porque a vontade que dar é você pegar um cabra safado desse, vagabundo e descarregar um 38 todinho na cara desse f.. da p… Pilantra, 171, estelionatário…. Por causa disso, esse senhor ( tapeceiro) foi reprovado em um FNO que foi fazer no Banco da Amazônia no valor de 80.000,00 (Oitenta Mil Reais), não pode comprar um prego, nem fazer financiamento. Ele já contratou um BOM ADVOGADO, vai gastar dinheiro sem poder, e tá correndo atrás do Prejuízo…”, diz Lídia Teixeira. O post dela foi compartilhado pelo agente penitenciário, um dos principais críticos da gestão Mazinho Serafim. . Tem que investigar porque os gerentes vincularam a dívida para o CPF dele, se houve falsificação de assinatura… Todos os envolvidos tem que irem PRA CADEIA…”, disse a mulher.

Ela ressalta que “esse empresário fez todas essas maracutaias para benefício próprio… Muito antes de trabalhar na Prefeitura…”




- Advertisement -

Mais notícias

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui