No menu items!
21.3 C
Rio Branco
quarta-feira, junho 16, 2021

Deputada cobra Edvaldo Magalhães por calote a empresa que faliu e desempregou 150 trabalhadores

spot_img

Últimas

O ex-deputado e atual presidente do Depasa, Edvaldo Magalhães, está obrigado a explicar, em prazo regimental, as razões para o não pagamento de uma dívida à empreiteira Bessa Terraplanagem. Trabalhadores que prestaram serviço ao estado, contratados pela empresa e representantes de 150 famílias, se viram obrigados a buscar apoio político na Assembléia Legislativa, na manhã desta quarta-feira. Eles alegam 8 meses de salários atrasados, além de verbas indenizatórias que não foram pagas por causa de um calote aplicado pelo governo.

O pedido de explicações ao Depasa foi feito por ofício (com efeito de obrigação legal de uma resposta ao Parlamento) pela deputada Eliane Sinhasique. Segundo a parlamentar, o governo estadual é responsável por levar o empresário à falência, gerar desemprego e, consequentemente, caos social.”É um governo caloteiro, que contrata, não paga e ainda esnoba quando uma empresa fecha as portas por pura insolvência financeira. A Sefaz multa, impede o crescimento de pequenos e médios empresários, e ainda rir quando vê alguém na bancarrota, como se isso não significasse nada. Comprou? Então pague, pelo amor de Deus”, apelou a deputada.

Os trabalhadores estão desempregado e precisaram entrar na justiça para receber seus direitos.




- Advertisement -spot_img

Mais notícias