Após denúncia do acjornal governo investiga servidora que está em SP mas dá plantão e recebe salários no Acre

0

A Secretaria de Saúde garante que vai exigir a devolução dos salários e toda a verba referente a plantões extras pagos á servidora Maria Helena Paula da Silva. A funcionária, lotada na Maternidade Bárbara Heliodora como agente administrativa, aparece nos plantões diários e na folha de pagamento dos servidores ativos do Acre, mas está em São Paulo há mais de 3 meses, acompanhando o marido. A denúncia foi feita pelo acjornal (veja AQUI) no início da tarde desta quinta-feira. Em nota, a diretora da maternidade, Maria Serlene Gonçalves, comunica que abriu investigação interna para apurar o caso. na nota, Serlene diz que “as vantagens indevidas devem ser ressarcidas” e informa que haverá sanções administrativas. No entanto, ela não deixa claro que tais sanções serão estendidas a chefes imediatos da funcionária, que permitiram a ausência dela do local de trabalho com ônus injustificável para o erário público. As provas de ilegalidade de que a diretora precisa estão na reportagem, ou seja, cópia da escala, da folha de pagamento do estado e a confirmação, por meio da própria maternidade, de que Maria Helena está em São Paulo, para onde foi transferido o seu esposa, um militar do Exercito Brasileiro.

 

 

Nota de Esclarecimento

 

Em relação a servidora Maria Helena Paula da Silva, a direção da Maternidade Bárbara Heliodora, esclarece que já abriu um processo administrativo para apurar o caso. Salienta ainda que, após a apuração, comprovado o recebimento de salário ou qualquer outra vantagem de forma indevida, vai ser exigido o ressarcimento desses recursos e as demais punições previstas em lei.

 

 

Maria Serlene Gonçalves – diretora geral da Maternidade Bárbara Heliodora

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here