Concorrentes miram apoiadores de candidata e publicitária presa

0

Apoiadores da publicitária Charlene Lima são alvo de vários candidatos que acreditam ter chance de conquistar uma das oito vagas na Câmara Federal. A publicitária, candidata pelo PTB, está presa preventivamente na Operação Hefesto, que apura fraude em licitações públicas. E dificilmente deixará a prisão até o dia da eleição. Ela estaria entre os candidatos que seriam bem votados, especialmente em Sena Madureira, seu principal reduto eleitoral.

Algumas lideranças comunitárias da cidade decidiram vestir a camisa de outros candidatos, mediante acertos financeiros. Dois deles, localizados pela reportagem, alegaram a indefinição sobre como vai ficar a candidatura da Charlene a partir de agora. A reportagem apurou que ao menos dois deputados estaduais devem abandonar a candidatura da publicitária por descumprimento de acordo. Charlene está impossibilitada de dar qualquer comando.

Os apoiadores que ainda se mantêm fiéis a Charlene Lima tocam a campanha mesmo com todas as limitações. A candidata poderá votar e ser votada no dia 7 de outubro. Sua candodatura só será prejudicada se houve condenação em segunda instância.

Deixe uma resposta