Grande imprensa põe Gladson Cameli como provável eleito no 1º turno

0

A 12 dias da eleição, pesquisas indicam que sete governadores podem conseguir a reeleição já no próximo dia 7 de outubro, além de outros cinco candidatos que também podem vencer no primeiro turno. A maioria está no Nordeste como em Alagoas, Bahia, Ceará e Piauí. Nos sete estados da Região Norte, em quatro deles a disputa também não deverá ir para o segundo turno, como no Acre, Pará, Rondônia e Tocantins.

Pelos números das últimas pesquisas Ibope nos estados, os atuais governadores de Alagoas (Renan Filho/ MDB), Bahia (Rui Costa (PT), Ceará (Camilo Santana/PT), Maranhão (Flávio Dino/PCdoB), Mato Grosso do Sul (Reinaldo Azambuja/PSDB), Piauí  (Wellington Dias/PT) e de Tocantins (Mauro Carlesse/PHS) têm hoje a maioria das intenções dos votos válidos (50% mais 1) para liquidar a “fatura eleitoral” na primeira fase das eleições.

Os outros cinco candidatos que podem assumir o cargo de governador já no primeiro turno são: Gladson Camelli (PP), no Acre; Renato Casagrande (PSB), no Espírito Santo; Ronaldo Caiado (DEM), em Goiás; Hélder Barbalho (MDB), no Pará; e Ratinho Júnior (PSD), no Paraná.

Na análise por partidos, o PT, que tem o maior reduto eleitoral no Nordeste, possui três candidatos a governador próximos da vitória já no dia 7: o governador Rui Costa, na Bahia; Camilo Santana, no Ceará; e Wellington Dias, no Piauí. Na sequência, o MDB aparece com dois representantes,: em Alagoas, Renan Filho (MDB) e no Pará, Hélder Barbalho (MDB)

Cenário do Acre

No Acre, a pesquisa mais recente do Ibope, divulgada em 20 de setembro, apontou que Gladson Cameli (PP), atual senador e candidato a governador, lidera as intenções de voto com 47%. Na segunda colocação, aparece o ex-prefeito de Rio Branco, Marcus Alexandre (PT), com 38%. Gladson Cameli está no limite de conseguir 50% dos votos válidos mais um e encerrar a disputa em apenas um turno.

Fonte: A crítica

Deixe uma resposta