Juiz espera grandes filas e totalização dos votos às 20 horas, e dá conselho ao eleitor: “vote em ficha limpa”

0
SONY DSC

O juiz da 1ª Zona Eleitoral, Anastácio Menezes, estima que grandes filas se formem nas sessões eleitorais, no dia 7 de outubro, durante as eleições gerais, no Acre A necessidade de o eleitor votar duas vezes para senador deve aumentar o tempo individual de votação, somado ao fato de o número de votantes e de candidatos ter aumentado substancialmente em comparação ao pleito de 2016. “Nós não estamos preocupados com chuva ou outras intempéries. Nosso planejamento eu diria que é excelente e vamos estar preparados para tudo. Mas existe, sim, forte possibilidade de muita gente permanecer dentro das sessões mesmo após às 17 horas. Se esse horário não for extrapolado, teremos uma apuração muito rápida e poderemos disponibilizar os boletins por volta de 19 horas. Desta forma, correndo conforme o planejado, as eleições seriam encerradas, no máximo, até às 20 horas no horário local”, estimou o juiz.   

Mensagem

“A Justiça Eleitoral trabalha dois anos para que tudo dê certo num único dia. O que nós pedimos ao eleitor é que ele, efetivamente, escolha seus candidatos com cuidado. Analise aqueles candidatos que apresentam boas propostas e tem ficha limpa. O Brasil precisa de bons políticos para que possamos avançar. Eu tenho certeza que no dia 7 cada eleitor vai cumprir o seu dever cívico e com muito denodo a sua obrigação”.

 

Reforço da Segurança nacional

“As forças armadas estarão distribuídas em pontos que nós entendemos ser estratégicos para guarnecer a segurança do pleito. Teremos força máxima, inclusive com amparo da Polícia Federal, da PM e civil. Não acreditamos ter problemas. Porém,se houver necessidade, iremos agir com rigor, a fim de a tranquilidade seja mantida”.

Crimes  eleitorais”

A PF está de prontidão desde já. Montamos um planejamento para coibir todo tipo de infração, inclusive uma infração nova que são os crimes cometidos pela Internet. O que identificarmos como fora da normalidade iremos encaminhar para o Ministério Público para as devidas providências”

 

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here