Medico ganha R$ 15 mil pelo Acre, mora em Joinville, aparece dois dias no mês e não pisa no hospital

1

O medico Martoni Moura e Silva, contratado pela Secretaria de Saúde, tem salario mensal bruto de R$ 15.108,00 – segundo a Folha de Servidores Ativos do Governo do Acre.

O Estado não especifica a carga horaria que o medico estaria obrigado a cumprir. A reportagem de acjornal conversou com atendentes do consultório de Martoni e confirmou que ele comparece de dois a três dias ao mês em Rio Branco e somente atende em seu escritório particular, onde recebe demandas da Fundação Hospitalar.

“Chega a 35 pacientes por dia”, disse a mulher. Segundo o art. 8º da Lei nº 3.999/1961 a duração normal do trabalho dos médicos, salvo acordo escrito, será de, no mínimo, 2 horas e, no máximo, 4 horas diárias. Considerando a carga horaria minima, o especialistas deveria cumprir 40 horas por semana para justificar o salario integral, sem descontos por falta.

Martoni figura na Sesacre como clinico geral. Em sua cidade natal, Joinville (SC), onde mora, ele atende na especialidade de Infectologia, na suntuosa Clinica Livion, onde e sócio. La, o consultório faz agendamentos via aplicativo Whtsapp e recebe demandas de outros estados.

O site da clinica informa que Martoni só teria disponibilidade nas terças-feiras na cidade catarinense. No dialogo com a secretaria de Martoni em Rio Branco, o repórter questiona sobre o retorno apos a primeira consulta. A funcionaria diz que Martoni faz o agendamento para o mês seguinte. “Geralmente é assim, mas o senhor precisaria falar pessoalmente com ele”, disse ela. Independente da urgência, não existe a possibilidade de encontrar o medico no Acre apos o primeiro atendimento.

O medico chega na capital acreana no dia 13 de setembro para ficar apenas 24 horas. “Para o mês de outubro, o doutor pode ficar ate três dias em Rio Branco, mas isso ainda depende da confirmação das passagens aéreas”, disse a atendente.

As passagens são pagas pelo Estado.

O Conselho Regional de Medicina não atendeu as chamadas no telefone 3227-1313

Não houve expediente nesta quinta-feira na Secretaria de Saúde, devido ao feriado, o que impossibilitou ouvir a versão do governo sobre o assunto. A assessoria de Imprensa da Sesacre tenta ajudar nos esclarecimentos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here