Nova pesquisa: Gladson amplia vantagem e venceria com folga nos dois turnos. Marcus Alexandre tem rejeição crescente

0

O senador Gladson Cameli (Progressistas) teria 44% dos votos validos se as eleições para o Governo do Acre fossem hoje, de acordo com pesquisa estimulada da Agencia Delta divulgada nesta segunda-feira (10). Marcus Alexandre, do PT, caiu para 27.93%. O senador ampliou a vantagem em 8%, enquanto o petista despencou 4% (veja abaixo o comparativo coma pesquisa anterior). O coronel Ulisses Araujo aparece em terceiro, com 6.35%, seguido pela candidata da Rede, Janaína Furtado (1.26%) e David Hall (0,40%), do Avante. Votos em branco/nulos somaram 5,86%, segundo a agência Delta. Já os eleitores que não souberam ou não quiseram responder à pergunta totalizaram 14%. Na hipotese de segundo turno, Gladson seria eleito com larga vantagem (50,60%) sobre Marcus Alexandre (32,73%).

Plenário do Senado

Diante da questão “em quem você não votaria de jeito nenhum, o ex-prefeito de Rio Branco tem rejeição estimada em 26,66% e Gladson Cameli, 12,26%, seguido de Ulysses (8,66%), Janaína (7,66%) e Hall (7,06%). Os eleitores que não souberam ou não responderam totalizaram, neste caso, 37,66%.

Segundo a Delta, a pesquisa foi feita entre os dias 1º e 5 deste mês, com 1.500 eleitores. Foram ouvidos eleitores dos 22 municípios. A margem de erro é de 2,5%, e o nível de confiança, de 95%. Os dados foram registrados no Tribunal Regional Eleitoral do Acre (TRE) sob o número AC-06152/2018.

Na pesquisa anterior, divulgada em 4 de junho deste ano, encomendada pela TV Gazeta, afiliada da TV Record, Gladson Cameli (PP) ainda era pre-candidato. Naquele instante, ele obteve 36,08% das intenções de voto. O petista Marcus Alexandre, principal adversário do progressista, aparecia com 31,41%. O pré-candidato Ulysses Araújo (PSL) ocupava a terceira colocação, com 5,83% de preferência do eleitorado. Janaina Furtado (REDE) e David Hall aparecem com 1,91%, 0,41% e 0,33%, respectivamente.

Deixe uma resposta