Petista desesperado e anti-Bolsonaro diz que Gladson vai abandonar candidatura: “é doido, marginal”

0

Um petista vassalo orientado pela Casa Rosada é o próximo alvo dos advogados da Coligação Mudança e Competência. Paulo de Sá, em sua rede social, se declara vianista, dilmista, lulista e eleitor de Marcus Alexandre, e propaga em grupos de Whatsapp a infame informação de que Gladson Cameli estaria desistindo da candidatura ao Governo do Acre. Muitos riram.

Outros trataram o post como coisa de doido. Claramente marginal, daqueles que vivem à margem da realidade política do estado, o rapaz, natural de Cruzeiro do Sul, cita um sujeito oculto como fonte da infame afirmação.

Destemperado e envolvido em flagrante desespero, Paulo de Sá inventa uma “crise interna” na campanha da oposição para justificar o que só se passa pela sua mente insana: “Três pesquisas falsas serão publicadas nesta terça-feira”, diz o desinformado e desmiolado seguidor dos petralhas no Acre, como se soubesse, antecipadamente, quais as intenções de voto que as tais pesquisas trarão.

O ex-deputado José Bestene, presidente Regional do PP, candidato nestas eleições e um dos conselheiros mais próximos de Gladson Cameli, disse que não se pode levar a sério gente que não trata as pessoas com o devido respeito, agindo com má fé, gerando desinformação.

“Eu poderia tratar de assunto mais relevante. É complicado perder tempo com tamanho desaforo. Isso é assunto para os nosso advogados. Nossa campanha está altiva, linda, cheia de adesões, crescendo a cada minutos, na capital e nos demais 21 municípios. O Gladson deve satisfação à população, somente. Não se deve dar importância ao que determinadas pessoas dizem. Isso é puro desespero”.

 

Deixe uma resposta