Capixaba: por 9 a zero, TJ mantém José Augusto afastado

0

O Tribunal de Justiça do Acre negou mais um recurso ao prefeito afastado de Capixaba, José Augusto Gomes. Por nove votos a zero, os desembargadores entenderam que o sucessor, Antônio Cordeiro, deve seguir no comando do município. O Pleno do TJ seguiu o voto do relator, desembargador Laudivon Nogueira. O Ministério Público, em seu parecer, esclareceu que vê fortes indícios de corrupção no tempo em que o prefeito afastado esteve no cargo, e citou casos de tráfico de influência direta de José Augusto sobre alguns servidores mesmo não respondendo mais como prefeito. O promotor Danilo Lovisaro mencionou, ainda, fatos que geraram ocorrência policial em que o prefeito afastado poderia estar ligado a supostas ameaças ao seu sucessor.

José Augusto é acusado pelo desvio de recursos públicos, especialmente os destinados à saúde e á educação. Agentes públicos respondem pelas mesmas acusações, assim como o secretário de Planejamento à época, que foi obrigado a deixar o cargo por ordem judicial quando José Augusto deixou o comando da cidade, no final de setembro. Ele enfrenta julgamento político na Cãmara de Vereadores.

O prefeito Antônio Cordeiro disse que as irregularidades são um caso a ser tratado pela justiça e pela polícia. Ele recebeu com tranquilidade o resultado do julgamento ocorrido nesta quarta-feira. “Sigo trabalhando e atendendo normalmente. Nada disso (investigação) me preocupa, pois o nosso foco é dar respostas aos anseios da população. Temos muito a fazer por aqui e Capixaba não pode ser penalizada por nada”, afirmou.

Deixe uma resposta