“Entrego nas mãos de Deus”, diz professor acusado por pedofilia

0

O professor Jorge Michel Souza da Cruz, acusado por ato libidinoso contra um menor de 11 anos, disse que que espera proteção divina. Numa nota curta enviada ao acjornal, o professor relata sua história de vida e diz que aguarda decisão serena do Poder Judiciário. Uma denúncia com pedido de condenação foi feita pelo promotor da Infância, Mariano Jeorge. O professor desativou seu perfil no Facebook no final da tarde desta terça-feira.

Direito de resposta

Não consigo entender como um processo que corre em SEGREDO DE JUSTIÇA, é publicada desta maneira. Tenho 29 anos, com 21 me graduei em história pela Ufac, dou aula há 9 anos e este ano concluo Direito. Nasci e me criei na periferia, órfão de pai e mãe, criado por avós paternos, que com muita humildade e honestidade me deram a educação sensata, com princípios cristão é muito caráter. Com muita guerra, venho vencendo na vida. Jamais colocaria uma vida inteira de luta e sonhos em risco de ser destruída.

Entrego nas mãos de Deus todos aqueles que sentem um gostinho de felicidade em ver a vida alheia destruída. Espero do Poder Judiciário uma decisão serena, com base nas provas colhidas nos autos.

Att,

Jorge Michael Souza Cruz

Deixe uma resposta