Xixi e fezes na cama: população quer surrar mulher que fez criança ser castigada

0

Parte dos comerciantes estabelecidos no Terminal Urbano, no Centro de Rio Branco, tomaram as dores da criança de aproximadamente 4 anos que foi culpada, em família, por ter jogado água, xixi e cocô sobre as camas de seus pais. Um movimento foi convocado para a noite desta sexta-feira para deliberar sobre duas possibilidades: um grupo exige a expulsão do pai da criança, que, por coincidência, tem um comércio na Galeria 365, próximo ao terminal.

Outra deliberação seria por um “castigo” contra a cunhada do comerciante, a jovem  flagrada, em câmera escondida, jogando fezes e água sobre as camas. A reportagem apurou que o tal castigo poderia se configurar numa “surra, em solidariedade á criança que apanhou sem ter culpa de nada”.

Um vídeo divulgado com exclusividade pelo acjornal na noite de quinta-feira, mostra uma discussão em família (reveja AQUI), em que a jovem parece incriminar propositalmente a criança. Após o flagrante, ela foi encurralada pelo cunhado comerciante. Na discussão, fica claro que a filha do casal, menor, chegou a ser castigada como se fosse a culpada.

No início da tarde, o comerciante e sua esposa, pais da criança, fizeram veicular um vídeo em que, dentre outras afirmações, admitem haver ameaça contra a jovem que aparece jogando fezes sobre a cama (veja AQUI).

“Eu só quero que esse vídeo viralize também, para mostrar que as coisas já foram resolvidas”, disse o comerciante. Ele disse ainda que não entende como o vídeo, gravado dentro de sua residência, foi parar na Internet.

 

 

Deixe uma resposta