O major Rocha, deputado federal e vice-governador eleito, disse há pouco que apresentará dois nomes para avaliação conjunta com o governador eleito Gladson Cameli: o futuro secretário de Segurança Pública do Acre será ou um delegado da Polícia Federal ou um coronel da Polícia Militar que está na reserva. “São esses nomes que temos. Devemos anunciar o novo secretário até o final desta semana. É importante lembrar que nós temos um problema sério que precisa ser solucionado. Precisamos de um perfil operacional. Estamos cansados de burocratas que não somam muito por que estão sempre desconectados com a verdadeira necessidade do cidadão. O combate à criminalidade exige um perfil de rua”, disse o vice-governador eleito.

Rocha informou que Gladson Cameli irá indicar o chefe de Gabinete Militar, responsável por ordenas a segurança institucional – inclusive dar proteção à integridade do chefe do executivo e sua família. Também está na cota do governador eleito a indicação ao Departamento de Trânsito (Detran), autarquia estadual autônoma administrativa e financeiramente.

“O PT dizia que a segurança era prioridade, mas eles não queriam gastar. O que me fez repensar a questão da segurança eram os meios. Nós pedimos garantia de investimentos. Não se resolve nada sem recursos financeiros. A PM está há 5 anos sem farda. Viaturas não rodam por falta de combustível. Não tem papel higiênico em algumas delegacias. Então…conversei com o governador e acertamos que haverá, verdadeiramente, investimentos na Segurança. Nós não teremos um mundo de dinheiro, mas iremos buscar o máximo de condições. Todos pensando e trabalhando juntos, é isso que importa, e a população será contemplada com um estado protetor de fato e um ambiente livre de violência”, disse Rocha.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here