A depender da deputada federal Perpétua Almeida (PCdoB), o Congresso Nacional deve reagir, urgentemente, ao descontrole no reajuste de tarifas sobre serviços essenciais (luz, telefonia, energia e outros), e revisar a legislação que embasa as agências reguladoras. Em discurso inaugural, nesta quarta-feira, após tomar posse para o quarto mandato, a deputada

“Essas agências, criadas há pouco mais de 20 anos, no governo FHC, são movidas por leis arcaicas. Essa Casa deve reagir e revisar legislações que não atendem mais o povo. Nós, congressistas, e o presidente da República, estamos botando nas mãos dessas agências, de um grupo pequeno, as decisões sobre reajustes em cima de reajuste”, disse. “Em Cruzeiro do Sul, a segunda maior cidade do meu estado, a telefonia não funciona, seja a fixa, seja a móvel. Os combustíveis naquela região tem o preço mais alto do país. Um absurdo que precisa merecer a atenção da República. As agências estão de olhos fechados para o interesse público”, concluiu.

Ao dirigir-se ao presidente Rodrigo Maia, Perpétua sugeriu a criação de uma comissão especial  para debater o papel das agências.

Deixe uma resposta