No menu items!
23 C
Rio Branco
domingo, março 7, 2021

Secretário do DEM no AC depõe na PF sobre remessa suspeita de R$ 280 mil a candidata que recebeu 6 votos

Últimas

O secretário geral do DEM no Acre, paulo Ximenes, depôs na Polícia Federal, nesta segunda-feira, sobre a investigação de candidaturas laranjas. A PF apura a transferência de uma grande soma em dinheiro a uma candidata democrata que, de acordo com a totalização de votos pela Justiça federal, não obteve apoio nem de 50 eleitores. 

A grande imprensa tratou a candidata a deputada estadual pelo Acre, Sônia de Fátima Silva Alves (DEM), como um fenômeno às avessas. Ela recebeu R$ 279,6 mil para fazer campanha, contratou 72 fornecedores e saiu das urnas com apenas seis votos.

Assim como Sônia, outros candidatos com votações pífias receberam ao menos R$ 15 milhões em dinheiro público dos fundos partidário e eleitoral.

Nas eleições de 2018, 53 candidatos que receberam mais de R$ 100 mil para financiar suas campanhas saíram das urnas com menos de mil votos. Os candidatos pertencem a 14 diferentes partidos, mas com predomínio do Pros, PRB, PR, PSD e MDB.

Paulo Ximenes combinou uma entrevista na noite desta segunda. Mas não atendeu ao telefone no horário combinado. Nesta terça-feira, o dirigente do DEM também evitou falar com a imprensa.  Ele seria o responsável pelo gerenciamento dos recursos, que precisam ter prestação de contas sem ressalvas para evitar sanções legais ao partido. 

A PF confirmou o depoimento, mas alegou estar impossibilitada de falar sobre as investigações. Os federais querem saber a orígem do dinheiro e como este foi aplicado.

A reportagem obteve informações seguras de que os recursos não estão contabilizados no Fundo Partidário, e teriam sido remetidos da cidade de Manaus. 




- Advertisement -

Mais notícias

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui