Elvis Araruna, chefe do Cerimonial, e a esposa, comissionada do Acre Previdência, continuam em viagem particular a Miami; Gladson e Ribamar “perdem” a lingua

0

O radialista Elvis Araruna continua em viagem particular a Miami. Ele está na folha do Governo do Acre como chefe do Cerimonial, vinculado ao chefe da Casa Civil, Ribamar Trindade. A esposa, Tereza Prado, acompanha o marido nos Estados Unidos. Ela também é comissionada, comsalário de R$ 9 mil numa coordenação do Acre Previdência. A denúncia do acjornal foi feita na quarta-feira (veja AQUI) e de lá pra cá ninguém do governo se pronuncia. 

Gladson Cameli foi questionado pelo Whatsaap. Em resposta ao jornalista Assem Neto, o silêncio. Ribamar, do mesmo modo, sequer respondeu uma vírgula. A reportagem ainda aguarda, 48 horas depois, o retorno da porta voz Mirla Miranda, que alegou uma enxaqueca mas ficou de retornar a ligações com a versão do governo.

Procurado, o virtual diretor geral do Acre Previdência, José de Assis, ficou evidentemente surpreso com o questionamento. Deu várias pausas, gaguejou e admitiu que Tereza Prado viajou com sua autorização. A ausência seria de 15 dias. “Vamos exigir a devolução do dinheiro que ela receber sem ter comparecido ao trabalho”, afirmou. Assis é interino, e já está aprovado, em comissão especial da Aleac, como o diretor do Acre Previdência para até 2022. Falta apenas o decreto de nomeação, que deve ser publicado no Diário Oficial da próxima segunda-feira. 

 

Deixe uma resposta