Indicação de filha de secretário para escola Acreana de Música é ilegal. Gestores da Cultura investigam de onde partiu denúncia

0

Até o Conselho de Administradores do Acre resiste à indicação da estudante Ana Vitória Galvão, de 19 anos, para o cargo de supervisora administrativa da Escola Acreana de Música. Ana Vitória cursa Nutrição na Fameta e é filha do secretário de Educação, Mauro Sérgio. A moça precisaria ser formada em Administração para ocupar o cargo. Ela já desempenha as funções de supervisora, contratada por uma empresa terceirizada. O acjornal fez a denúncia exclusiva (veja AQUI). 

O presidente da Fundação Elias Mansour, Francisco Generoso da Silva, à qual a escola de música está vinculada, está obrigado a emitir parecer sobre o caso. A escola não tem um jurídico que possa auxiliar, e por isso a FEM emitirá um relato, por meio de seus advogados. Uma denúncia,por meio de documentos, foi feita à coordenadora da escola de música, Albanir Lebre Maia. 

O secretário teve reuniões com a cúpula da escola, mas não se pronunciou a respeito. 

A reportagem foi comunicada que os gestores da cultura buscam identificar quem supostamente vazou a informação à imprensa.

O acjornal esclarece que, neste caso,não teve a contribuição de servidores. As fontes para o jornalismo investigativo são invioláveis, de acordo com a Lei de Imprensa. 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here