No menu items!
30 C
Rio Branco
quarta-feira, abril 14, 2021

Pr. Manoel Marcos e Dra. Juliana devem ser cassados por 6 a zero; vereador Railson pode ser deputado federal e André Valle, estadual, na próxima semana

spot_img

Últimas

O pastor Manoel Marcos deve perder o mandato de deputado federal em julgamento previsto para a próxima segunda-feira. A deputada Doutora Juliana será julgada na mesma sessão do Tribunal Regional Eleitoral, marcada para às 8 horas. A reportagem apurou que os seis magistrados devem votar pela perda dos mandatos. Marcos e Juliana, ambos do PRB, deverão ser obrigados a esvaziar seus gabinetes para recorrer ao Tribunal Superior Eleitoral fora do cargo. Assim, o vereador Railson Correia deverá assumir a vaga de deputado federal. André Valle se tornaria deputado estadual.  

A robustez das provas contra Marcos e Juliana (vídeos, fotos, depoimentos comprovando compra de votos e uso indevido do fundo partidário) fizeram a corregedora eleitoral, juíza Maria Olívia Ribeiro, construir um relatório para muitos “impecável e inquestionável”. Os advogados de defesa do deputado federal e da deputada estadual foram notificados nesta quarta-feira da data do julgamento. O deputado federal eleito conseguiu pagar 20 mil pessoas ao preço de 100 reais (voto casado, nele a na deputada) no dia da eleição. Nesse grupo constam, inclusive, líderes da Igreja Universal do Reino de Deus.

A decisão do T R E será diferente da que “cassou” o deputado Josa da farmácia na semana passada. O parlamentar recorre da decisão investido no cargo, o que gerou muito questionamento sobre a jurisprudência aplicada. Como um político cassado pode recorrer da decisão investido no cargo?

O vereador Railson Correia, primeiro suplente da coligação, ao ser procurado pela reportagem, disse apenas que espera justiça. Não quis se pronunciar antes de a Justiça Eleitoral tornar pública a sua decisão. 

O professor Tião Bocalom tenta provocar uma reviravolta na decisão. Seus advogados argumentam que os votos de Manoel Marcos devem ser considerados inválidos. Isso ocorrendo, o ex-governadorável seria deputado federal. 

 




- Advertisement -spot_img

Mais notícias

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui