No menu items!
30 C
Rio Branco
quarta-feira, abril 14, 2021

Acompanhe em tempo real: TRE reconhece legitimidade de Bocalom em reivindicar vaga de Manuel Marcos. Começa a votação

spot_img

Últimas

A juiza corregedora eleitoral Maria Olívia Ribeiro lê neste momento o seu voto. É um voto extenso, com a individualização de cada quesito. Olívia reconhece a legitimidade de Bocalon e o PSL para ingressar com ação reivindicando a vaga de Manuel Marcos. Por unanimidade a corte acompanhou o voto da relatora. Estamos atualizando as informações em tempo real. Acompanhe:

Maria Olívia rejeitou o pedido de liminar, formalizado pela defesa da deputada Doutora Juliana. A parlamentar alegava que sua imunidade havia sido violada diante da prisão dela,determinada pelo juiz da 9ª Zona Eleitoral. A corregedora eleitoral disse que essa questão, se for adiante, deverá ser apreciada num outro momento. 

André da Droga Vale, suplente da Dr Juliana, disse à Polícia Federal que foi ameaçado pelos filhos da parlamentar. 

 

 

 

 

 

O acjornal atualiza, em tempo real, informações diretas da sessão do Tribunal Regional Eleitoral do Acre, que julga nesta segunda-feira o pedido de cassação do diploma e dos direitos políticos dos deputados Doutora Juliana ( estadual) e Pastor Manoel Marcos (federal). Os seis julgadores começam a se manifestar às 8:15h, segundo previsões da Corte.

Os parlamentares do PRB são acusados de desviar recursos do fundo partidário, contratar mais de 20 mil pessoas para trabalhar no dia da eleição, em outubro de 2018, e montar um esquema de laranjas. Vídeos, fotografias e testemunhos embasam um conjunto de provas que, segundo o MP Eleitoral, são robustas e inquestionáveis. Manoel Marcos e Doutora Juliana foram presos antes da diplomação. 

No julgamento, o T R E decidirá, além da possível cassação, se os votos obtidos pela dupla serão invalidados ou mantidos.

BOCALOM NA ÁREA 

Tião Bocalom foi um dos primeiros a chegar ao Pleno do T R E. Ele moveu representação pedindo a anulação dos votos de Manoel Marcos, na esperança de que assuma a vaga de deputado federal. Está acompanhado de advogados do PSL.

COMEÇA A SESSÃO

A sessão teve início às 8:13h. Acusação e defesa terão um hora cada para suas explanações. Trata-se de investigação de crime eleitoral, proposta pelo Ministério Público Eleitoral.

IRONIA DA JUÍZA

A juíza Maria Olívia Ribeiro, corregedora Eleitoral, orienta a imprensa a contratar um vidente. O comentário é uma ironia da magistrada diante de notícias que anteciparam o placar e os votos dos membros da Corte. 

PROTESTO

Um grupo de manifestantes ligado ao PSL estende faixas pedindo a anulação dos votos de Manuel Marcos e Doutora Juliana. O protesto é pacífico e acontece do lado de fora do TRE.

JUÍZA LÊ RELATÓRIO

Olívia Ribeiro diz que foram feitos pela empresa M.L.Servicos mais de 18 milhões e 500 mil santinhos. A relatora continua seu voto detalhando todo o esquema utilizado para desviar dinheiro. Segundo ela, o PRB utilizou candidaturas femininas de fachada. E confirma: os filhos da deputada Doutora Juliana coagiram testemunhas. 

Apreensão

O clima no pleno é de tranquilidade e apreensão entre as partes envolvidas. Juliana e Manoel Marcos não estão presentes, apenas representados por seus advogados.

EXAME

Juíza revela que deputada Juliana pediu exame grafotécnico na lista apreendida pelo Polícia federal. A liste tem eleitores que venderam o voto por R$ 100,00 para votar nos dois parlamentares. Foi negado.

ACUSAÇÃO

Juíza corregedora termina a leitura do seu relatório. O procurador regional eleitoral Victor Hugo começa a fazer a acusação. Ele terá prazo de uma hora e meia. O pocurador disse que vai ficar nas provas do inquérito. De acordo com o procurador, a investigação não teve início a partir de denúncias anônimas. Para ele é inaceitável a tese que a investigação teve a inicio a partir de denúncia anonima.

O CRIME

Ouça abaixo o que diz o procurador no início da acusação:

Procurador diz que candidaturas femininas do PRB também foram orientadas por Taisson, responsável por levantar dinheiro para a campanha dos réus, e que ele recebeu ordens para não falar pra essas mulheres que elas estavam disputando um cargo eletivo. Valores recebidos por doação eram repassados para Manuel Marcos.

Relatório do procurador aponta que envolvidos no esquema criminoso montado pelos parlamentares ocuparam funções públicas no estado, inclusive na Secretaria de saúde

Procurador pede a cassação dos diplomas e anulação dos votos, além da cassação dos direitos políticos e que os réus devolvam mais de 1 milhão e 200 mil reais aos cofres públicos

Sessão suspensa por 10 minutos . Na sequência advogados de defesa passam a fazer a sustentação oral. Defensores terão o prazo de 1h30min

Sessão retomada. Advogado de Manuel Marcos pede a nulidade do processo.

Advogado diz que quantidade de santinhos impressos não caracterizar crime. De acordo com o Defensor houve falha na primeira remessa por conta da mudança de ordem de votação

Kaio Marcellus, advogado da deputada Dra. Juliana, tenta desclassificar a acusação de candidaturas laranjas. Ouça:




- Advertisement -spot_img

Mais notícias

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui