Historiador defende cassação de deputado Cadmiel Bonfim: “crente da bunda quente”

O professor universitário e doutor em história pela USP, Eduardo Araújo Carneiro, criticou a postura do deputado estadual Cadmiel Bonfim (PSDB). O parlamentar tucano disse que os políticos que ajudaram o novo governo na campanha partidária merecem mais cargos dentro das repartições públicas. Cadmiel deu a declaração no fervor da crise entre Executivo e Legislativo, em decorrência da exoneração de 340 comissionados, há duas semanas. O historiador, autor de alguns livros sobre o Acre, entende que a Assembléia Legislativa deveria ter aberto um processo de impeachment contra “esse deputado”.

“Sinto-me envergonhado, mais ainda por saber que é crente”, disse ele. Como dizia minha mãe: ´”É crente da bunda quente”, acrescentou.

“O mal de muitas denominações e líderes religiosos é que eles têm a cara de pau de pedir voto pra um irmão ( da igreja) e não tem a mesma cara de pau para repreendê-lo publicamente quando o “irmão” parlamentar que pratica “PECADO” aberto, público e notório. Deveria ao menos pedir perdão publicamente por ter apoiado politicamente o irmão”, finalizou.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui