No menu items!
22.1 C
Rio Branco
sexta-feira, outubro 23, 2020

A emergência era outra: ambulância avançada leva médicos para assinar contrato na Sesacre

Últimas

DCE da Ufac e UMES/AC promovem debate com os candidatos a prefeito de Rio Branco

DCE da Ufac e UMES/AC promovem debate com os candidatos a prefeito de Rio Branco Estabelecer um diálogo político com a academia. Esse é o...

Dez servidores da Aleac são afastados da vida pública em operação da PF por “rachadinha”, contratação de fantasmas e fraude em contratos de publicidade

A Polícia Federal deflagrou, nesta quinta-feira (22), a “Operação Res Principis” na capital acreana, Rio Branco, e em Chopinzinho, no interior do Paraná, visando...

PF faz buscas na Assembleia Legislativa do Acre e apreende documentos em empresa terceirizada

A Polícia Federal amanheceu cumprindo ordens judiciais para busca e apreensão em Rio Branco. A empresa Maia e Pimentel é uma das investigadas. A...

 Prefeito petista de Xapuri manda única retroescavadeira para fazenda de amigo e município leva prejuízo de R$ 500 mil

 Uma retroescavadeira avaliada em quase meio milhão de reais, pertencente à Prefeitura de Xapuri, teria ficado inoperante ao cair de uma ponte, dentro de...

Advogado Lázaro Barbosa promete, se eleito, desmontar em 3 meses o esquema das empresas de ônibus em Rio Branco

O candidato a Vereador Lázaro Barbosa, jornalista e advogado, apresentou nas suas redes sociais uma proposta que está repercutindo bastante, destinada a baixar o...

A ambulância mais avançada do Acre, a 01, do Serviço de Atendimento Médico de Urgência (Samu) parada, em frente ao prédio da Sesacre, no Centro da Cidade, chamou a atenção de motoristas e pedestres, nesta sexta-feira. Faltou apenas a sirene ligada e aquele barulho característico para concluírem que algum servidor público estaria entre a vida e a morte.

Mas a missão ( ou emergência ) era outra. Dentro da viatura estavam três médicos ( como passageiros, saudáveis no mundo) sendo levados para assinar contrato na Sesacre. O vínculo deles com o estado foi encerrado nesta quinta-feira (300 e, como eles são contratos emergenciais, renovados há muitos anos (sem concurso público). Não se sabe se durante os mais de 60 minutos em que a ambulância ficou parada alguém precisou de socorro médico avançado na cidade.

Renovaram o vínculo com a Sesacre os médicos Maria Delcidea, Antonio Castro e Gabriela Cordeiro.

O acjornal obteve a imagem deles assinando o contrato dentro do prédio.

 

 




- Advertisement -

Mais notícias

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui