No menu items!
30.7 C
Rio Branco
segunda-feira, outubro 19, 2020

Feminicídio: preso jovem que matou a companheira na frente de dois filhos menores

Últimas

Em Cruzeiro do Sul, Justiça Eleitoral nega candidatura do humorista “Neto Cabeção”

Francisco das Chagas Rosas Neto (Neto Cabeção), é uma figura bem-humorada e conhecida dos cruzeirenses. Filiado ao PDT, Neto Cabeção tentava uma vaga de...

Sargento Adonis visita povo Katukina e firma compromissos

O candidato pela coligação “A Verdadeira Mudança” (PSL/DEM), Sargento Adonis, visitou no final de semana a Terra Indígena (TI) Campinas, que fica às margens...

Governador inspeciona obras do Aeroporto de Tarauacá

Cumprindo agenda em Tarauacá, o governador Gladson Cameli vistoriou as obras de reforma do aeroporto do município, neste sábado, 17. As instalações do local...

Volta por cima: coronel “derrubado” do Comando da PM agora é presidente do ISE

O coronel Mario Cesar, da reserva remunerada, foi nomeado presidente do Instituto Sócio Educativo do Acre (ISE), em decreto do governador Gladson Cameli publicado...

Gladson entrega títulos definitivos para moradores de Tarauacá

Diretamente das mãos do governador Gladson Cameli, a aposentada Maria das Graças Zeneide recebeu o tão esperado título definitivo de propriedade de sua residência....

O jovem Willian Cordeiro da Silva de 20 anos foi preso nesta quinta-feira, 7, por investigadores da Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa, (DHPP). Ele saía de um hotel no Centro de Rio Branco quando foi surpreendido pelos policiais.

Willian era procurado desde a madrugada do dia 28 do mês passado, quando, após uma crise de ciúmes, executou sua companheira com mais de 9 facadas. Maria José Silva dos Santos de 28 anos estava dormindo numa cama com a filha de 4 anos. O assassino é pai da criança.
Segundo a polícia, na cama ao lado estava o outro filho da vítima, fruto de outro relacionamento, que também presenciou o crime. Na delegacia de homicídios Willian confessou o crime e disse que teve uma crise de ciúmes.  Vai responder por feminicídio.




- Advertisement -

Mais notícias