No menu items!
26 C
Rio Branco
sábado, outubro 24, 2020

Investigada por improbidade, prefeita de Tarauacá acena gasto de R$ 10 milhões em mobília e eletrônicos. Cidade continua esburacada

Últimas

Gladson busca apoio do Exército para ofertar água potável em comunidades indígenas e ribeirinhas

Da Secom Os esforços do governador Gladson Cameli para melhorar a qualidade de vida da população acreana não param. Cumprindo agenda em Manaus (AM), nesta...

Polícia investiga prefeito do Acre e suas amantes, que são fantasmas e ostentam na Internet

Enquanto a maioria dos servidores da prefeitura de Xapuri trabalha jornadas de oito horas diárias para ganhar um salário mínimo, duas eventuais funcionárias comissionadas...

Número de alunos entrando no ensino superior público caiu em 2019

O número de alunos entrando em universidades públicas em 2019 foi de 559 mil, uma queda de 3,7% em comparação à quantidade de estudantes...

STF: plenário vai julgar obrigatoriedade da vacina contra Covid-19

O ministro Ricardo Lewandowski, do Supremo Tribunal Federal (STF), determinou urgência na tramitação de ações ligadas à vacinação contra a Covid-19. Com isso, o magistrado...

Anvisa libera importação de 6 milhões de doses da Coronavac

Após ser acusada pelo Instituto Butantan de retardar a fabricação da vacina da farmacêutica Sinovac, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) liberou, nesta sexta-feira...

A prefeita de Tarauacá, Marilete Vitorino, envolta a acusações de improbidade – com denúncias aceitas pelo Judiciário -, decidiu gastar mais de R$ 10 milhões em mobília para quatro secretarias municipais e a sede do município. O pregão publicado no Diário oficial desta segunda-feira indica que as empresas fornecedoras têm endereços em Rio Branco, Cruzeiro do Sul e no Distrito Federal ( veja AQUI a partir da página 104). Alguns fornecedores não têm depósito e funcionam apenas escritórios modestos. Na Rua João Pessoa, 24, na Vila Ivonete, deu num galpão fechado. A empresa em questão ( sem fachada, telefone) forneceria 85 aspiradores de pó e água, com preço total de R$ 106,9 mil.

Se a compra for confirmada, o futuro gestor receberá as repartições públicas mais glamourosas dentre todos os municípios acreanos.

Estranhamente, toda a mobília será trocada faltando um ano para a prefeita encerrar o seu conturbado mandato. O município não revela a fonte dos recursos, mas, certamente, um investimento desse porte mudaria a cara da cidade historicamente conhecida como uma das mais esburacadas do Acre. Está dada a ordem para a aquisição de material Permanente do tipo eletrodomésticos, eletroeletrônicos, móveis, equipamentos de informática, som, multimídia e outros ítens que, para um município em suposta crise, se tornariam supérfluos, desnecessários.

Sob investigação

O G1 publicou no dia 1 deste mês sobre a instauração de inquérito civil para apurar danos causados aos moradores do município de Taraucá, por causa da situação precária das ruas do município. Entre os problemas analisados estão: falta estrutura, drenagem e recapeamento, diz a publicação.

Na reportagem de Alcinete Gadelha, o promotor de Tarauacá, Flávio Bussab Della Líbrea, que assina a representação contra o município, diz pediu um plano de ação da prefeitura em relação aos reparos que devem ser feitos.

 




- Advertisement -

Mais notícias