No menu items!
22 C
Rio Branco
quarta-feira, outubro 28, 2020

Nicolau Júnior, o “pacificador”, reabre diálogo com sindicatos e marca votação da reforma para o dia 26

Últimas

“Generosa”, vice de Jamyl Asfury doa sozinha R$ 750 mil para campanha do PSC. 26 candidatos a vereador ficam sem nada

O site da Justiça Eleitoral informa que a assistente social Edivanda Maria de Paula Ferreira doou sozinha R$ 750 mil para a campanha majoritária...

TSE aprova envio de tropas federais para as eleições no Acre e outros seis estados

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) aprovou nesta terça-feira (27), por unanimidade, o envio de tropas federais a sete estados durante o primeiro turno das eleições...

“O êxito na luta contra a pandemia é de vocês”, diz Gladson em emocionante homenagem aos servidores do Pronto-Socorro

Da Secom Com a sensibilidade e a responsabilidade que um gestor deve ter, o governador Gladson Cameli esteve presente na manhã desta terça-feira, 27, no...

Prefeitura de Rio Branco empossa mais 42 servidores efetivos na Educação

A prefeitura de Rio Branco empossou na manhã desta segunda-feira, 26, mais 42 novos servidores efetivos, aprovados em cursos públicos e que reforçarão as...

Primeira dama Ana Paula Cameli processa cabo eleitoral de Fagner Sales por grave ofensa moral; Gladson vai à polícia

A primeira dama Ana Paula Cameli protocolou uma ação indenizatória contra a internauta Jenyffer Nayane Silva, cabo eleitoral do candidato a prefeito de Cruzeiro...

Líder do governo garante para dia 26 votação da reforma da previdência estadual

O projeto de lei que muda o regime previdenciário do servidor público acreano será votado pela Assembleia legislativa no próximo dia 26. A proposta encaminhada ao legislativa pelo governo estadual, na semana passada, gerou uma sequência de manifestações por parte dos sindicatos, obrigando os deputados a retira-lo da pauta de votação para ampliarem o debate do tema com as categorias trabalhistas.

O presidente da Aleac, Nicolau Júnior, mantém esforço concentrado para tirar todas as dúvidas dos sindicalistas. O parlamentar é tratado como “pacificador” após intermediar o fim revolta dos trabalhadores e abrir diálogo permanente com as categorias. “Não poderão dizer que não fomos democráticos. O tema é polêmico mas a nossa intenção de dar transparência á reforma é maior ainda”, disse o presidente.

Nesta segunda-feira (11) os deputados iniciaram o dia em uma série de reuniões com sindicalistas para discutirem o assunto.

“Até lá vamos ouvir os representantes das categorias trabalhistas para tentarmos acrescentar emendas ao texto original que venham a reduzir o impacto nos direitos funcionais dos servidores públicos”, declarou o líder do governo na Casa, Gerlen Diniz (PP).

A julgar pela complexidade do tema, a semana que se inicia deve ser, mais uma vez, bastante tumultuada na assembleia legislativa.

Alguns sindicatos já negociaram com os deputados e estão de comum acordo com a proposta de reforma da previdência do servidor público acreano.

No entanto, ainda existe categorias, como a da educação, que não concordam com o teor do projeto e ameaçar ocupar a ALEAC novamente, em protestos contra a aprovação do projeto.




- Advertisement -

Mais notícias