No menu items!
26 C
Rio Branco
sábado, outubro 24, 2020

Flamengo x River: acreanos embarcam na 6ª, agências já dispensam clientes e 20 mil rubro negros cruzarão estradas do AC até Lima

Últimas

Gladson busca apoio do Exército para ofertar água potável em comunidades indígenas e ribeirinhas

Da Secom Os esforços do governador Gladson Cameli para melhorar a qualidade de vida da população acreana não param. Cumprindo agenda em Manaus (AM), nesta...

Polícia investiga prefeito do Acre e suas amantes, que são fantasmas e ostentam na Internet

Enquanto a maioria dos servidores da prefeitura de Xapuri trabalha jornadas de oito horas diárias para ganhar um salário mínimo, duas eventuais funcionárias comissionadas...

Número de alunos entrando no ensino superior público caiu em 2019

O número de alunos entrando em universidades públicas em 2019 foi de 559 mil, uma queda de 3,7% em comparação à quantidade de estudantes...

STF: plenário vai julgar obrigatoriedade da vacina contra Covid-19

O ministro Ricardo Lewandowski, do Supremo Tribunal Federal (STF), determinou urgência na tramitação de ações ligadas à vacinação contra a Covid-19. Com isso, o magistrado...

Anvisa libera importação de 6 milhões de doses da Coronavac

Após ser acusada pelo Instituto Butantan de retardar a fabricação da vacina da farmacêutica Sinovac, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) liberou, nesta sexta-feira...

Um grupo de torcedores do Flamengo, intitulado “Baixada do Urubu”, é formado pelos primeiros acreanos a garantir presença na final da Libertadores da América, no estádio monumental de Lima, capital do Peru.

Eles ja estão com os ingressos em mãos, e vão sair de Rio Branco às 5 horas da manhã de sexta-feira, em comboio de 8 carros próprios, até a cidade de Puerto Maldanado. De lá seguem de avião para a capital, Lima, onde o Flamengo vai enfrentar o River Plate, da Argentina, às 17 horas de sábado (23), horário de Brasília.

De Rio Branco a Assis Brasil, fronteira do Acre com o Peru, os flamenguistas acreanos vão percorrer 384 quilômetros em uma viajem que dura de 5 a 6 horas. Da fronteira em diante eles vão enfrentar mais 232 quilometros de estrada em solo estrangeiro, cerca de 3h30, até Puerto Maldonado.

No mesmo dia, às 7 horas da noite, os acreanos pegam um voo de 1h30 para Lima, destino final da viajem.

” A gente já estava arrumado para irmos para Santiago, no Chile, mas como o local do jogo foi transferido, aqui, para o vizinho Peru, ficou mais fácil o deslocamento pra torcer pelo time do coração”, diz o líder do grupo, Jacinto Neto.

Se para os acreanos ficou mais perto a final da Copa Libertadores da América 2019, não se pode dizer o mesmo sobre o esforço do restante dos flamenguistas que moram em outras regiões do Brasil.

Com os voos já lotados para Lima, muitos estão fretando ônibus, em grupos, para ir ao Peru pela estrada do Pacífico a partir do Estado do Acre.

Vários sites de torcedores no Rio de Janeiro, por exemplo, estão com inscrições abertas para excursão a Lima, tendo a rodoviária de Rio Branco como referencia na rota de destino.

A procura por passagens terrestre para o Peru quadriplicou e as agências de viajem de Rio Branco já estão dispensando solicitações de reservas que chegam por telefone de outros Estados brasileiros.

“São torcedores do Flamengo de todas as regiões do país que ligam querendo passagem de carro até Puerto Maldonado e de lá de avião para Lima. Mas, como as empresas áreas peruanas não têm mais vagas de embarque, o jeito é a gente dispensar o cliente”, lamenta o proprietário de uma agência de turismo de Rio Branco.

A alternativa para quem não consegue agendar passagem aérea em Puerto Maldanado, está sendo segui um pouco mais de carro, até Cuzco, e de lá tentar pegar um avião para a capital.

A capacidade de torcedores no estádio monumental de Lima é de 60 mil pagantes. Cerca de 20 mil pessoas a mais em relação ao limite de público no estádio de Santiago, no Chile.

O mercado turístico brasileiro estima que pelo menos cerca de dez mil pessoas devem passar pelo Acre seja em ônibus fretado ou em carro próprio, para ir assistir ao jogo.




- Advertisement -

Mais notícias