No menu items!
26 C
Rio Branco
sábado, outubro 24, 2020

Ulisses desiste de disputar eleições e será único responsável por sucesso ou fracasso no Comando da PM

Últimas

Gladson busca apoio do Exército para ofertar água potável em comunidades indígenas e ribeirinhas

Da Secom Os esforços do governador Gladson Cameli para melhorar a qualidade de vida da população acreana não param. Cumprindo agenda em Manaus (AM), nesta...

Polícia investiga prefeito do Acre e suas amantes, que são fantasmas e ostentam na Internet

Enquanto a maioria dos servidores da prefeitura de Xapuri trabalha jornadas de oito horas diárias para ganhar um salário mínimo, duas eventuais funcionárias comissionadas...

Número de alunos entrando no ensino superior público caiu em 2019

O número de alunos entrando em universidades públicas em 2019 foi de 559 mil, uma queda de 3,7% em comparação à quantidade de estudantes...

STF: plenário vai julgar obrigatoriedade da vacina contra Covid-19

O ministro Ricardo Lewandowski, do Supremo Tribunal Federal (STF), determinou urgência na tramitação de ações ligadas à vacinação contra a Covid-19. Com isso, o magistrado...

Anvisa libera importação de 6 milhões de doses da Coronavac

Após ser acusada pelo Instituto Butantan de retardar a fabricação da vacina da farmacêutica Sinovac, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) liberou, nesta sexta-feira...

O coronel Ulysses Araújo, nomeado nesta quarta-feira, assume o Comando da PM criando ele mesmo a expectativa de dar respostas rápidas à criminalidade, adotando um modelo de gestão inovador que diz ter aprendido em alguns dias de experiência na Secretaria Nacional de Segurança Pública.

No Distrito Federal, assumiu cargo de alta graduação indicado pelo ministro Sérgio Moro, a quem encontrará, na próxima segunda-feira, no Acre, em pomposo ato político, já investido no cargo de comandante-geral. Assessorou a implementação do Plano Nacional de Segurança Pública e Defesa Social do Governo Federal.

O sucesso ou fracasso de sua passagem pelo CPMAC não deve ser debitada ou creditada na conta de mais ninguém. E nortearia a sua campanha para prefeito de Rio Branco, caso mantivesse a pré candidatura, independente de suas funções como servidor público. Porém, ao ser consultado pelo acjornal, o presidente do PSL disse que o coronel não é postulante, neste momento, a cargo eletivo. O foco não deve ser carreira política, mas paz social.

Veremos !




- Advertisement -

Mais notícias