No menu items!
30.7 C
Rio Branco
segunda-feira, outubro 19, 2020

Lula ataca Lava Jato: Não sou pombo pra usar tornozeleira”

Últimas

Blog do Assem: Correinha na mira da caneta azul

O Correinha continua aprontando e acredita que a caneta azul secou. Talvez a reaproximação do governador e seu vice lhe deixa mais à vontade para...

Em Cruzeiro do Sul, Justiça Eleitoral nega candidatura do humorista “Neto Cabeção”

Francisco das Chagas Rosas Neto (Neto Cabeção), é uma figura bem-humorada e conhecida dos cruzeirenses. Filiado ao PDT, Neto Cabeção tentava uma vaga de...

Sargento Adonis visita povo Katukina e firma compromissos

O candidato pela coligação “A Verdadeira Mudança” (PSL/DEM), Sargento Adonis, visitou no final de semana a Terra Indígena (TI) Campinas, que fica às margens...

Governador inspeciona obras do Aeroporto de Tarauacá

Cumprindo agenda em Tarauacá, o governador Gladson Cameli vistoriou as obras de reforma do aeroporto do município, neste sábado, 17. As instalações do local...

Volta por cima: coronel “derrubado” do Comando da PM agora é presidente do ISE

O coronel Mario Cesar, da reserva remunerada, foi nomeado presidente do Instituto Sócio Educativo do Acre (ISE), em decreto do governador Gladson Cameli publicado...

Em discurso diante de milhares de pessoas no início da noite deste domingo (17), no Recife, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) disse que jamais aceitaria usar tornozeleira eletrônica para progredir do regime fechado para o semiaberto, o que foi sugerido pelo Ministério Público Federal.

 “Primeiro eu disse para eles que a minha casa não é uma prisão. A minha casa é meu lugar de liberdade. Segundo que a minha canela não é canela de pombo e eu não sou pombo-correio para colocar tornozeleira”, afirmou o petista.

Em setembro, a Procuradoria em Curitiba havia solicitado à Justiça Federal que o ex-presidente passasse ao regime semiaberto, uma vez que ele atendia aos requisitos necessários para isso (ter cumprido 1/6 da pena e ter bom comportamento).

Em outros casos da Lava Jato, ao progredir de regime, os presos passaram a cumprir pena em casa e a usar tornozeleira eletrônica, o que o ex-presidente rejeitou.




- Advertisement -

Mais notícias