No menu items!
32 C
Rio Branco
segunda-feira, outubro 19, 2020

Roberto Duarte, deputado e advogado, passa vergonha: não sabe que transporte de presos é competência do Iapen. Veja resposta do secretário

Últimas

Gladson Cameli amplia relação com povos indígenas em visita à Aldeia Sagrada Yawanawá

Com o propósito de ampliar o diálogo com as comunidades indígenas e oferecer benefícios da sua gestão, o governador Gladson Cameli visitou, no último...

Lázaro Barbosa, advogado e jornalista, a opção para representar os seus direitos

Lázaro Barbosa tem 47 anos, dos quais 15 dedicados ao jornalismo e 10 dedicados à Advocacia. Na função de jornalista (ocupou função de destaque...

Se depender do apoio de Bolsonaro e Malafaia, Roberto Duarte e Antônia Lúcia já podem calafetar a balsa

É costume candidatos soltarem gravações com celebridades públicas para atrair votos. No caso do candidato a prefeito de Rio Branco pelo MDB, Roberto Duarte,...

Blog do Assem: Correinha na mira da caneta azul

O Correinha continua aprontando e acredita que a caneta azul secou. Talvez a reaproximação do governador e seu vice lhe deixa mais à vontade para...

Em Cruzeiro do Sul, Justiça Eleitoral nega candidatura do humorista “Neto Cabeção”

Francisco das Chagas Rosas Neto (Neto Cabeção), é uma figura bem-humorada e conhecida dos cruzeirenses. Filiado ao PDT, Neto Cabeção tentava uma vaga de...

O deputado Roberto Duarte Júnior podia ter aproveitado melhor o seu tempo, na sessão desta terça-feira, na Assembléia Legislativa. Mais uma vez ele tenta desclassificar a aquisição das 120 viaturas, entregues ontem pelo ministro Sérgio Moro e o governador Gladson Cameli às forças estaduais de segurança. Em tom de denúncia, o advogado prova ter faltado aulas importantes em sua faculdade de Direito. Acusa o governo de ter adquirido viaturas sem a gaiola que, segundo ele, deveria transportar presos.

A reportagem do acjornal provocou a reação do secretário de Segurança Pública, Paulo Cézar, que, sem esforço, rebateu os argumentos do deputado. Ouça abaixo o áudio do secretário:

 

“O deputado vem, desde o início, tentando desclassificar a opção do governo de adquirir viaturas dentro de uma ata nacional com menor valor. São viaturas com valores agregados incontestáveis. Quem faz transporte de presos é o Iapen. As viaturas novas, que foram entregues agora, são para patrulhamento. A atividade fim dos bombeiros, PM e Polícia Civil (que trabalha com investigação) não é fazer transporte de presos.  Por fim, é importante esclarecer que cada regional tem à sua disposição viaturas preparadas para levar presos à delegacia, no caso de prisões em flagrante. Tanto que temos diversas viaturas que não são caminhonetes fazendo patrulhamento, atendendo ao anseio da população de cobrir o maior número de bairros possível. Quando o policial se deparar com a necessidade de transportar presos, teremos de prontidão viaturas para isso. É mais um equívoco do deputado Roberto Duarte, que tenta deturpar a verdade, tenta desclassificar a opção econômica de comprar bens com menor preço. Ele deveria, por questões de transparência, ter procurado se informar melhor sobre a ausência do xadrex nas viaturas antes de fazer denúncia vazia”.

 




- Advertisement -

Mais notícias