No menu items!
32 C
Rio Branco
segunda-feira, outubro 19, 2020

Empresas de ônibus querem passagem a R$ 4,70 e presidente da Câmara reage: “sem chance de votar”

Últimas

Gladson Cameli amplia relação com povos indígenas em visita à Aldeia Sagrada Yawanawá

Com o propósito de ampliar o diálogo com as comunidades indígenas e oferecer benefícios da sua gestão, o governador Gladson Cameli visitou, no último...

Lázaro Barbosa, advogado e jornalista, a opção para representar os seus direitos

Lázaro Barbosa tem 47 anos, dos quais 15 dedicados ao jornalismo e 10 dedicados à Advocacia. Na função de jornalista (ocupou função de destaque...

Se depender do apoio de Bolsonaro e Malafaia, Roberto Duarte e Antônia Lúcia já podem calafetar a balsa

É costume candidatos soltarem gravações com celebridades públicas para atrair votos. No caso do candidato a prefeito de Rio Branco pelo MDB, Roberto Duarte,...

Blog do Assem: Correinha na mira da caneta azul

O Correinha continua aprontando e acredita que a caneta azul secou. Talvez a reaproximação do governador e seu vice lhe deixa mais à vontade para...

Em Cruzeiro do Sul, Justiça Eleitoral nega candidatura do humorista “Neto Cabeção”

Francisco das Chagas Rosas Neto (Neto Cabeção), é uma figura bem-humorada e conhecida dos cruzeirenses. Filiado ao PDT, Neto Cabeção tentava uma vaga de...

Um dos problemas mais questionados pelos rioBranquenses, sem dúvidas, é o transporte coletivo, tanto pelo valor da tarifa, quanto pelas problemáticas decorrente dos serviços ofertados. A passagem ao preço de R$ 4,OO já recebe críticas pelos milhares de usuários. Agora os empresários levantaram da mesa com relatórios que sugerem reajuste de R$ 0,70. Eles apresentaram uma planilha ao Conselho Tarifário.
Já os estudantes pagam apenas R$ 1,00 (um), sendo concedido, pelo Município de Rio Branco, um subsídio no valor de R$ 0,90 (noventa centavos de real) sobre cada passagem, o que corresponde a um percentual de redução de 47,37% (quarenta e sete inteiros e trinta e sete centésimos por cento).

A informação vazou ao acjornal e a comunidade estudantil já se mobiliza para denunciar essa possibilidade, sendo que a própria prefeita Socorro Neri já adiantou que este ano ela não discute aumento de tarifa no transporte coletivo da capital.

Ainda segundo ela, a gestão tem trabalhado muito para melhoria do setor, mas que ainda falta muita coisa e não se pode colocar a discussão por uma conveniência dos empresários.

O presidente da Câmara municipal de Rio Branco, vereador Antônio Moraes (PT), usou a tribuna da casa para rechaçar qualquer debate sobre aumento de tarifa. Segundo o parlamentar, a proposta que chegar na câmara pedindo aumento de passagens não entrará em pauta de maneira alguma.
O fato é que o conselho deve reunir em breve, para debater a proposta solicitada pelas empresas, mas que precisa ser acompanhada de perto pela população.

 




- Advertisement -

Mais notícias