No menu items!
31 C
Rio Branco
segunda-feira, outubro 19, 2020

Ex-governador Jorge Viana é demitido da Funtac

Últimas

Lázaro Barbosa, advogado e jornalista, a opção para representar os seus direitos

Lázaro Barbosa tem 47 anos, dos quais 15 dedicados ao jornalismo e 10 dedicados à Advocacia. Na função de jornalista (ocupou função de destaque...

Se depender do apoio de Bolsonaro e Malafaia, Roberto Duarte e Antônia Lúcia já podem calafetar a balsa

É costume candidatos soltarem gravações com celebridades públicas para atrair votos. No caso do candidato a prefeito de Rio Branco pelo MDB, Roberto Duarte,...

Blog do Assem: Correinha na mira da caneta azul

O Correinha continua aprontando e acredita que a caneta azul secou. Talvez a reaproximação do governador e seu vice lhe deixa mais à vontade para...

Em Cruzeiro do Sul, Justiça Eleitoral nega candidatura do humorista “Neto Cabeção”

Francisco das Chagas Rosas Neto (Neto Cabeção), é uma figura bem-humorada e conhecida dos cruzeirenses. Filiado ao PDT, Neto Cabeção tentava uma vaga de...

Sargento Adonis visita povo Katukina e firma compromissos

O candidato pela coligação “A Verdadeira Mudança” (PSL/DEM), Sargento Adonis, visitou no final de semana a Terra Indígena (TI) Campinas, que fica às margens...

O ex-governador Jorge Viana foi exonerado nesta segunda-feira da Fundação de tecnologia do Acre (Funtac). O decreto de exoneração é assinado pelo diretor-presidente, Jander Rubem Ferreira. Viana teria pedido demissão do cargo de engenheiro florestal, que ocupava muito antes de entrar para a política. Em 25 de setembro de 2017, ainda senador, Viana homenageou a Funtac, chamando-a de “minha instituição”, e lembrou o ex-secretário de Planejamento, Gilberto Siqueira, e o ex-diretor geral do Deracre, Sérgio Nakamura.

Viana considerou que não é rentável permanecer no cargo, devido ao baixo salário. Após o fim do mandato de senador, em janeiro de 2019, começou a contar prazo para que ele se reapresentasse ao emprego.

A reportagem pediu junto à instituição informações sobre possíveis licenças que o ex-governador teria direito.

Ele foi Contratado na Gestão do governador Flaviano Melo, a pedido do petista histórico Antônio Monteiro, com quem estudou no Colégio Agrícola em São Paulo. O ex-governador trabalhou na Funtac até 1990, quando se candidatou pela primeira vez para o Governo do Acre (perdeu para Edmundo Pinto). Passou quarentena no Chile, onde fez cursos de formação em gestão e liderança. Voltou ao Acre, candidatou-se a prefeito, venceu as eleições e seguiu vitorioso nas urnas até ser derrotado em 2018.

Jorge assumiu uma direção voltada para o desenvolvimento de estratégias de manejo sustentável da floresta.

 




- Advertisement -

Mais notícias