No menu items!
22.1 C
Rio Branco
sexta-feira, outubro 23, 2020

Aleac: segurança é mantida, manifestantes recuam e votação da reforma deve ir até às 18h

Últimas

DCE da Ufac e UMES/AC promovem debate com os candidatos a prefeito de Rio Branco

DCE da Ufac e UMES/AC promovem debate com os candidatos a prefeito de Rio Branco Estabelecer um diálogo político com a academia. Esse é o...

Dez servidores da Aleac são afastados da vida pública em operação da PF por “rachadinha”, contratação de fantasmas e fraude em contratos de publicidade

A Polícia Federal deflagrou, nesta quinta-feira (22), a “Operação Res Principis” na capital acreana, Rio Branco, e em Chopinzinho, no interior do Paraná, visando...

PF faz buscas na Assembleia Legislativa do Acre e apreende documentos em empresa terceirizada

A Polícia Federal amanheceu cumprindo ordens judiciais para busca e apreensão em Rio Branco. A empresa Maia e Pimentel é uma das investigadas. A...

 Prefeito petista de Xapuri manda única retroescavadeira para fazenda de amigo e município leva prejuízo de R$ 500 mil

 Uma retroescavadeira avaliada em quase meio milhão de reais, pertencente à Prefeitura de Xapuri, teria ficado inoperante ao cair de uma ponte, dentro de...

Advogado Lázaro Barbosa promete, se eleito, desmontar em 3 meses o esquema das empresas de ônibus em Rio Branco

O candidato a Vereador Lázaro Barbosa, jornalista e advogado, apresentou nas suas redes sociais uma proposta que está repercutindo bastante, destinada a baixar o...

Até às 13h40 desta terça feira (26) a sessão na Assembléia legislativa Acreana permanecia suspensa para que os deputados discutissem, nas comissões, o projeto de lei que modifica o sistema previdenciário do servidor publico estadual.

Do lado de fora, grupos de funcionários públicos de diversas categorias continuavam protestando, mas em menor número. Houve tumulto mais cedo e alguns manifestantes lançaram ovos em direção ao prédio.

Polícias militares permanecem perfilados em dois cordões de isolamento e a polícia legislativa restringe a entrada de pessoas nos portões improvisados, montados com grades de ferro.

Nas galerias, ao lado do plenário onde ficam os deputados, polícias militares à paisana se misturavam aos servidores da casa para não chamar a atenção para o esquema de segurança, fortíssimo, montado, também, nos corredores da ALEAC.

Enquanto isso, os deputados continuam reunidos, a portas fechadas, em duas comissões, analisando propostas de emenda ao projeto apresentadas de última hora pela oposição e também pela situação.

A previsão do presidente da casa, deputado Nicolau Junior (PP), é de que o projeto ainda seja votado hoje, até às 18 horas.




- Advertisement -

Mais notícias