No menu items!
23 C
Rio Branco
domingo, março 7, 2021

Secretaria de Agricultura contraria ordens do governador e abandona maquinário de R$ 40 mi

Últimas

Tratores agrícolas, caminhões, grades aradoras, debulhadoras de grãos, plantadeiras (e até uma super colheitadeira de grãos, modelo plataforma que custa R$ 1 milhão) estão a mais de um ano expostos a sol e chuva, virando sucata em um terreno invadido pelo matagal, nos fundos no Parque de Exposições de Rio Branco (AC)

O maquinário pertencente ao governo acreano, através da Secretaria de Produção e Agricultura (Sepa), e foi resgatado de propriedades rurais pela atual gestão, em janeiro do ano passado, sobe alegação de que estava sendo utilizado, apenas, por grandes produtores aliados da administração anterior.

O governador Gladson Cameli mandou recuperar e redistribuir os implementos às associações rurais.

O que se vê são, um ano depois, são equipamentos que deveriam estar produzindo fartura no campo jogados no mesmo local que foram deixados depois de terem passado cerca de um mês expostos ao público no estacionamento do estádio Arena Acreana.

“Um equipamento desse não pode passar tanto tempo assim, parado, exposto ao sol e a chuva porque estraga as partes hidráulicas, que são muito caro”, alerta o mecânico de maquinas pesadas Valdor Oliveira.

Em muito dos equipamentos, a reportagem do Acjornal identificou que já existe ferrugem nas peças metálicas que podem comprometer o funcionamento.

As mangueiras do sistema hidráulico dos tratores, das plantadeiras e das coletadora apresentam sinais de ressecamento pela ação do tempo em que estão parados pegando sol e chuva. Com certeza, já não prestam mais.

Até a colheitadeira plataforma apresenta sinais de desgaste pelo tempo em que se encontra parada. Os pneus ainda estão sendo retirados, em clara demonstração de que estará sucateada em breve.

Segundo o próprio governo, a frota está avaliada em cerca de 40 milhões de Reais.

Nesta terça -feira (28) o Acjornal procurou a secretaria estadual de agricultura e pecuária para saber que fim tinha sido dado ao maquinário. Sem saber que nossa equipe já sabia onde estão as máquinas, a assessoria de Imprensa da Sepa informou que elas tinham sido redistribuídas ao produtores rurais.

“Confesso para você que não sei te dizer a quantidade exata de maquinas e
Equipamentos que foram resgatados. Mas te garanto que elas foram entregues aos escritórios do DERACRE e da SEAP aqui em Rio Branco e no interior do Estado para atenderem às necessidade dos produtores rurais”, disse Samuel Brayan, assessor de imprensa da Sepa.




- Advertisement -

Mais notícias