No menu items!
23 C
Rio Branco
quinta-feira, março 4, 2021

Ai, Jesus! em tempos de coronavírus, esparadrapo isola área contagiosa do hospital referência do Acre

Últimas

O isolamento do Pronto-Socorro de Rio Branco, área separada para acomodar pacientes com doenças contagiosas, é feito com esparadrapo. A imagem obtida pela reportagem mostra que a estrutura foi levantada com material de escritório.

A “restauração” com remendos inadequados é feita manualmente pelos funcionários do setor. A direção do Huerb não atenta para a precariedade do serviço e para o risco de contágio num ambiente que abriga doentes de meningites, tuberculose e outras doenças. Num possível caso de coronavírus, a maior preocupação mundial do momento, é para esse ambiente que o paciente seria levado. Ali ao lado funciona a clínica médica, onde são atendidos pacientes menos graves, mas expostos ao pior.

A reportagem apurou que o transporte de pacientes do interior, especialmente das áreas fronteiriças, é inadequado para doenças contagiosas. Não há apoio do Ministério da Saúde ao Acre para conter ou tratar surtos globais. Como foi em outras vezes? Em 2015, ante ao surto do Ebola, foi prometida ajuda em medicamentos que jamais chegaram a Rio Branco.

Os pacientes do PS só vão para o isolamento após confirmação de doenças contagiosas. Antes disso ficam com outros pacientes.




- Advertisement -

Mais notícias