No menu items!
33 C
Rio Branco
sexta-feira, outubro 23, 2020

Artista diz criar trânsito no Google Maps ao carregar 99 celulares

Últimas

Número de alunos entrando no ensino superior público caiu em 2019

O número de alunos entrando em universidades públicas em 2019 foi de 559 mil, uma queda de 3,7% em comparação à quantidade de estudantes...

STF: plenário vai julgar obrigatoriedade da vacina contra Covid-19

O ministro Ricardo Lewandowski, do Supremo Tribunal Federal (STF), determinou urgência na tramitação de ações ligadas à vacinação contra a Covid-19. Com isso, o magistrado...

Anvisa libera importação de 6 milhões de doses da Coronavac

Após ser acusada pelo Instituto Butantan de retardar a fabricação da vacina da farmacêutica Sinovac, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) liberou, nesta sexta-feira...

Policiais penais encontram 178 tabletes de droga em embalagens de creme dental

  Material seria encaminhado para oito presos do Complexo Penitenciário de Rio Branco Ascom/Iapen Policiais penais do Instituto de Administração Penitenciária (Iapen) impediram na manhã desta sexta-feira,...

AC obtém licença para estrada entre Feijó e Envira. Gladson avança em tratativas com Governo do Amazonas

Com a licença ambiental em mãos e as obras já em andamento do lado acreano, o governador do Acre, Gladson Cameli, esteve em Manaus...

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) – O artista Simon Weckert andou pelas ruas de Berlim puxando um carrinho vermelho com 99 celulares. Todos os aparelhos estavam com o Google Maps aberto, criando a ilusão virtual de que as vias por onde ele passava estavam congestionadas, embora estivessem com o trânsito livre.

 “Ao transportar os smartphones na rua, sou capaz de gerar tráfego virtual (…) Ironicamente, isso pode gerar um engarrafamento real em outro lugar da cidade”, disse o artista em entrevista ao site da revista Vice.

Segundo Weckert, ele fez o experimento com o objetivo de provocar a reflexão sobre o espaço que os carros têm na vida pública e questionar dados que as pessoas costumam confiar, como o de serviços de mapas.

“O truque nos mostra o que é possível com essa tecnologia e em quem confiamos”, afirmou à revista.

Para fazer o experimento, ele alugou 99 celulares, todos Android. Ele disse que passou de uma a duas horas em cada ponto, andando de um lado para o outro.  “Meu sentimento subjetivo era que mesmo esse curto período de tempo já era suficiente para mudar o tráfego na rua”, afirmou.

Em vídeo que o artista publicou no YouTube, é possível ver imagens da rua deserta, e de como ela vai ficando vermelha no Google Maps conforme ele caminha com o carrinho cheio de celulares.




- Advertisement -

Mais notícias