No menu items!
33 C
Rio Branco
sexta-feira, outubro 23, 2020

Governo abriu licitação para avião que vai buscar brasileiros que estão na China

Últimas

Número de alunos entrando no ensino superior público caiu em 2019

O número de alunos entrando em universidades públicas em 2019 foi de 559 mil, uma queda de 3,7% em comparação à quantidade de estudantes...

STF: plenário vai julgar obrigatoriedade da vacina contra Covid-19

O ministro Ricardo Lewandowski, do Supremo Tribunal Federal (STF), determinou urgência na tramitação de ações ligadas à vacinação contra a Covid-19. Com isso, o magistrado...

Anvisa libera importação de 6 milhões de doses da Coronavac

Após ser acusada pelo Instituto Butantan de retardar a fabricação da vacina da farmacêutica Sinovac, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) liberou, nesta sexta-feira...

Policiais penais encontram 178 tabletes de droga em embalagens de creme dental

  Material seria encaminhado para oito presos do Complexo Penitenciário de Rio Branco Ascom/Iapen Policiais penais do Instituto de Administração Penitenciária (Iapen) impediram na manhã desta sexta-feira,...

AC obtém licença para estrada entre Feijó e Envira. Gladson avança em tratativas com Governo do Amazonas

Com a licença ambiental em mãos e as obras já em andamento do lado acreano, o governador do Acre, Gladson Cameli, esteve em Manaus...

O ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, informou que o governo abriu licitação para contratação do avião que será usado para transportar os brasileiros que estão na China de volta ao País. A Embaixada do Brasil na China está identificado as pessoas que serão resgatadas.

Após sessão de abertura dos trabalhos do ano legislativo, no Congresso Nacional, Onyx confirmou que o presidente Jair Bolsonaro editará uma Medida Provisória (MP) nesta segunda-feira, 3, ou terça-feira, 4, para tratar sobre a quarentena dos brasileiros que serão resgatados na China, epicentro da epidemia de coronavírus.

O governo decidiu que apenas pessoas que não apresentam nenhum sintoma da doença serão trazidos para o Brasil. A medida, segundo o ministro, é para evitar a propagação do vírus em território nacional. Até o momento, nenhum caso de infecção por coronavírus foi registrada no Brasil.

O ministro disse ainda que não há uma decisão sobre o local que os brasileiros ficarão em quarentena ao chegarem ao Brasil. As alternativas principais são Anápolis (GO) e Florianópolis (SC), segundo ele.




- Advertisement -

Mais notícias