Comunidades de Rondônia ameaçam fechar BR-364 e deixar o Acre isolado

As péssimas condições para trafegabilidade na BR-364, principalmente no trecho a partir da travessia do Rio Madeira até a antiga cidade de Mutum, sãos as causas de uma série de manifestações populares previstas para esta quarta-feira (5) do lado rondoniense.

Entre os atos públicos planejados pelos moradores das vilas Ponta do Abunã, Vista Alegre e Extrema, todas em Rondônia, está o aviso de fechamento da BR- 364, na divisa com o Estado do Acre.

O documento das comunidades locais alertando para os atos públicos foi protocolado nesta terça – feira (4) na polícia Rodoviária Federal, em Rio Branco, (AC) e na representação regional do Departamento Nacional de Infra estrutura e Transporte Terrestre( DNIT)

A PRF confirmou ter recebido o documento. Mas não havia bloqueio até por volta de 8 horas, quando a reportagem fez contato com os policiais.

No comunicado os organizadores das manifestações alegam que o trecho da BR citado se encontra, totalmente, esburacado colocando em risco a vida dos viajantes e prejudicando os moradores da região no escoamento da produção e em outras atividades econômicas que requerem boas condições de acesso às cidades vizinhas.

Com o fechamento da rodovia o Estado do Acre fica totalmente isolado do restante do país por meio terrestre, e pode sofrer uma crise de desabastecimento de produtos de mercado se o bloqueio do fluxo de carros para Rio Branco ficar impedido por mais de três dias.